Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10067
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAlvarez, Cristina Engel de-
dc.date.accessioned2018-08-02T00:17:22Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-02T00:17:22Z-
dc.identifier.citationXAVIER, Tatiana Camello. A influência da arborização no microclima urbano: um estudo aplicado à cidade de Vitória, ES. 2017. 95 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Artes.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10067-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accesseng
dc.titleA influência da arborização no microclima urbano : um estudo aplicado à cidade de Vitória, ESpor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc72-
dc.subject.br-rjbnVegetação urbanapor
dc.subject.br-rjbnClimatologia urbanapor
dc.subject.br-rjbnVegetação e climapor
dc.subject.br-rjbnSimulação (Computadores)por
dcterms.abstractO processo de urbanização traz para o meio natural várias modificações, dentre elas a remoção de grande parte da vegetação e a alteração dos materiais de superfície, além da inclusão de edificações e produção de poluentes. Essas modificações do meio contribuem para alterações climáticas, produzindo para a cidade o que se denomina clima urbano. A vegetação pode ser utilizada, entre outros aspectos, no intuito de reduzir o desconforto térmico comumente presente no ambiente urbano, principalmente em cidades que possuem clima tropical. Esta pesquisa teve como objetivo quantificar a influência da presença de vegetação no ambiente urbano, em função das interações solo-vegetação-atmosfera trabalhadas a partir de simulações com o software ENVI-met 3.1. A metodologia foi estabelecida a partir da realização de medições microclimáticas para calibração do modelo para a situação climática da área de estudo, sendo posteriormente realizadas as simulações, visando avaliar a influência da vegetação no microclima urbano, a partir de mapas termais gerais da área, gerados pelo plugin Leonardo, e gráficos de pontos específicos, destacando-se que o recorte territorial foi uma área previamente selecionada no bairro Mata da Praia, na cidade de Vitória (ES). A partir dos mapas termais verificou-se a diferença de temperatura nas áreas que possuem maior concentração de vegetação, e também, de umidade. Os trechos mais arborizados tanto nas praças e no parque, quanto nas vias, registraram temperaturas mais baixas e valores mais altos de umidade relativa, no verão e no inverno, na maioria dos horários analisados. A partir dos resultados, pode-se afirmar que a presença de vegetação no meio urbano corrobora para atenuar o rigor térmico, sendo registrada uma diferença máxima de temperatura de até 3,5ºC no verão e 2,5°C no inverno, e 25% de umidade no verão e 32,5% no inverno, em situações extremas. Palavras-chave: Vegetação urbana. Climatologia urbana. Vegetação e clima. Simulação (Computadores).por
dcterms.abstractUrbanization process causes many changes to the natural environment, among which the removal of a large part of vegetation and the alteration of surface materials, besides the inclusion of buildings and production of pollutants. These environment alterations contribute to climate changes, causing for the city what is called urban climate. Vegetation can be used, among other aspects, in order to reduce thermal discomfort commonly present in urban environment, mainly in cities with tropical weather. The goal of this research was to quantify the influence of the presence of vegetation in urban climate, due to the interactions soil-vegetation-atmosphere worked out from simulations with ENVI-met 3.1 software. The methodology was established from the holding of microclimatic measurements for calibration of the model for the climate situation of the research area, as simulations were later carried out, aiming to evaluate the influence of vegetation in urban microclimate, based on general thermal maps of the area, generated by the plugin Leonardo, and graphics of specific points, highlighting that the territorial clipping was an area previously selected on Mata da Praia neighborhood, in the city of Vitoria, ES, Brazil. From thermal maps, the temperature difference in areas with larger amount of vegetation and also humidity was verified. The more wooded stretches, whether in the squares and park, or in the streets, had lower temperatures and higher relative humidity registered, both in the summer and in the winter, in most of the analysed schedules. From the results, it can be affirmed that the presence of vegetation in the urban environment contributes to mitigate thermal rigor, as it was registered a maximum temperature difference of up to 3.5º C in summer and 2.5º C in winter, and 25% of humidity in summer and 32.5% in winter, in extreme situations.eng
dcterms.creatorXavier, Tatiana Camello-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2017-10-16-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqArquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.courseMestrado em Arquitetura e Urbanismopor
dc.contributor.refereeDuarte, Denise Helena Silva-
dc.contributor.refereeRodrigues, Edna Aparecida Nico-
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11466_Tatiana C Xavier.pdf5.95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.