Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10519
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBASTOS FILHO, T. F.-
dc.date.accessioned2018-12-20T13:19:49Z-
dc.date.available2018-12-20-
dc.date.available2018-12-20T13:19:49Z-
dc.identifier.citationLIMA, M. L., DESENVOLVIMENTO do Sofware ldnacr para Gerenciamento Eficiente de Amostras, Casos Criminais e Análise de Perfis Genéticos em Laboratório de Genética Forensepor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10519-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleDESENVOLVIMENTO do Sofware ldnacr para Gerenciamento Eficiente de Amostras, Casos Criminais e Análise de Perfis Genéticos em Laboratório de Genética Forensepor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractDevido ao sucesso da genética forense na resolução de crimes, o aumento no processamento e análise de amostras requer dos laboratórios mudanças e novas metodologias, com a implementação de automação e sistemas informatizados. Atualmente mais de 60 países tem Banco de Dados Nacional de Perfis Genéticos. No Brasil, a implantação do banco nacional de perfis genéticos por meio do software CODIS se deu de maneira gradativa nos estados brasileiros. Até maio de 2017, dezoito laboratórios estaduais e um laboratório da polícia federal integravam a rede. A implantação de bancos de perfis genéticos aumenta a demanda para processamento e análise de amostras, e requer uma adaptação em termos de fluxo de trabalho, gerenciamento e capacidade de análise. Nesse sentido, o sistema LDNACr foi desenvolvido nesta Dissertação de Mestrado, a partir dos requisitos levantados no Laboratório de DNA Criminal da Polícia Civil do ES. Durante a validação, o sistema LDNACr demonstrou eficiência para o armazenamento de dados, permitindo que os mesmos possam ser organizados seguindo o fluxo de trabalho realizado no Laboratório, desde a chegada de amostras biológicas, até a análise de perfis genéticos gerados pelas mesmas. O sistema também conta com uma ferramenta de análise que demonstrou agilidade para a comparação e ordenamento conforme similaridade entre perfis genéticos de STR, além de fornecer com exatidão os resultados dos cálculos bioestatísticos mais utilizados na rotina forense: a Razão de Verossimilhança (RV), o Índice de Paternidade (IP) e a Probabilidade de Paternidade (PP). Os resultados dos cálculos foram validados por comparação com os resultados do software Familias 3, muito utilizado por vários laboratórios no mundo. O sistema LDNACr se apresenta como uma solução para aumentar a resolutividade e eficiência de Laboratórios de Genética Forense do país, diante da ausência de soluções específicas.por
dcterms.creatorLIMA, M. L.-
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2018-03-08-
dcterms.subjectGenética Forensepor
dcterms.subjectBanco de Perfis Genéticospor
dcterms.subjectSoftwarepor
dcterms.subjectCálcupor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biotecnologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Biotecnologiapor
dc.contributor.refereeVERLI, H.-
dc.contributor.refereeLOURO, I. D.-
Aparece nas coleções:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12337_Doc1.pdf
  Restricted Access
171.11 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.