Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10663
Título: Dinâmica Populacional de Plântulas de Rhizophora Mangle L. no Sudeste do Brasil
Autor(es): LIMA, K. O. O.
Orientador: TOGNELLA, M. M. P.
Data do documento: 25-Out-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LIMA, K. O. O., Dinâmica Populacional de Plântulas de Rhizophora Mangle L. no Sudeste do Brasil
Resumo: O conhecimento da dinâmica populacional e análise do padrão de crescimento das plântulas de mangue são utilizados como subsídios para o entendimento ecológico dos manguezais. As duas variáveis demográficas que são consideradas como básicas e necessárias para caracterizar a dinâmica e para avaliar sua capacidade de recuperação de qualquer população após algum distúrbio são taxa de recrutamento e mortalidade específica. Dentre os métodos disponíveis para avaliar o crescimento das plântulas, destaca-se a análise das curvas de crescimento, a qual envolve o ajuste de modelos de regressão para estimar a taxa de crescimento dos indivíduos. Esse trabalho tem como objetivo avaliar a dinâmica populacional de plântulas de Rhizophora mangle, isto é, ingresso e sobrevivência das coortes. Estes dados foram empregados para selecionar e comparar modelos lineares e não lineares estimando os parâmetros que melhor descrevam as curvas de crescimento dessas espécies. Em 2008, foram estabelecidos 3 áreas de estudo no manguezal da foz do rio Itaúnas, Conceição da Barra, Espírito Santo. Em cada área foram demarcadas parcelas em bosques de franja onde há o monitoramento mensal da densidade e da altura das plântulas que são marcadas com lacres plásticos numerados e avaliadas por ano de ingresso. Também são realizadas coleta da salinidade (in situ), temperatura e precipitação (Estação Meteorológica de São Mateus). A análise integrada da série temporal de dados populacionais determinará os padrões de ingresso e mortalidade da espécie, alterações na estrutura populacional em longo prazo e o modelo que melhor representa o padrão de crescimento dos indivíduos. Espera-se que esta análise contribua para o entendimento do funcionamento dos manguezais em situações de mudanças climáticas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10663
Aparece nas coleções:PPGOAM - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10165_Tese Karen Otoni 21_09.pdf3.32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.