Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10681
Title: Variação Ontogenética e Dimorfismo Sexual em Pterossauros Pteranodontidae
metadata.dc.creator: BRANDAO, R. S.
Issue Date: 31-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BRANDAO, R. S., Variação Ontogenética e Dimorfismo Sexual em Pterossauros Pteranodontidae
Abstract: RESUMO Pteranodon é um gênero de pterossauros exclusivo da América do Norte, cujas características principais são a ausência de dentes e presença de uma crista frontal. Apesar de bem conhecido, com mais de mil fragmentos fósseis já descobertos, sua taxonomia em nível de família ainda é controversa. Bennett (1994) em sua revisão da família aceitou apenas duas espécies como válidas: Pteranodon longiceps e P. sternbergi. Recentemente, Kellner (2010) revisou o grupo e reconheceu quatro espécies, nomeando duas novas: Dawndraco kanzai e Geosternbergia maiseyi. Objetivando revisar a taxonomia dessa família, este trabalho propôs a) reconhecer as características diagnósticas das diferentes espécies e gêneros de Pteranodontidae; b) realizar uma análise de morfometria geométrica bidimensional, permitindo inferir quais as variações morfológicas intra- e interespecíficas entre os espécimes de pteranodontídeos responsáveis pelas diferenças no formato e tamanho dos crânios; e c) comparar os resultados das análises morfométricas com pterossauros pterodactiloides cujo dimorfismo sexual é evidente, testando se o mesmo ocorre em Pteranodon. Foram analisados 20 espécimes de pteranodontídeos constituídos de material craniano, e devido a maioria encontrar-se fragmentado, foi realizada a reconstrução dos crânios em vista lateral, notadamente do rostro, crista frontal e aberturas cranianas. Foram designados 51 marcos anatômicos homólogos ou landmarks para todos os crânios utilizando o software TPSDig2. Três rodadas de testes morfométricos foram feitas: 1. usando todos os landmarks; 2. sem usar os landmarks da crista frontal e 3. excluindo os landmarks da curvatura do rostro (mantendo o seu comprimento). Com auxílio do programa MorphoJ, a Análise Generalizada de Procrustes e Análise de Componentes Principais foram realizadas. A disposição dos exemplares UALVP 24238 e KUVP 967 no morfoespaço em ao menos um Componente Principal para cada um dos três testes nos permitiu concluir que ambos são considerados como pertencentes a uma espécie distinta, Dawndraco kanzai, proposta por Kellner (2010). A análise de regressão linear testou a presença de crescimento alométrico nesses pterossauros, e em todos os testes a alometria foi positiva (p < 0,05). Pôde-se observar que os maiores crânios portam as maiores cristas, e que elas são distintas em formato entre si. Assim, a revisão taxonômica culminou na proposta de três espécies válidas em dois gêneros: Pteranodon longiceps, Pteranodon sternbergi e Dawndraco kanzai. Assim como ocorre em pterossauros pterodactiloides como Caiuajara dobruskii e Hamipterus tianshanensis, nos quais os maiores indivíduos portadores das maiores cristas cranianas são considerados machos, inferimos o mesmo padrão para Pteranodon, sob influência de seleção sexual. Portanto, consideramos machos adultos os exemplares DMNH 1732, FHSM 339, YPM 2473 e YPM 2594; além de AMNH 5099 como um macho jovem. A respeito de D. kanzai, a posição do holótipo (UALVP 24238) nos gráficos de regressão fornece evidências de ser um possível macho adulto, assim como proposto por Kellner (2017). Baseando-se no dimorfismo sexual presente em Pteranodon, o espécime referido a D. kanzai (KUVP 967) corresponderia a um macho jovem. PALAVRAS-CHAVE: Pterosauria, Ontogenia, Morfometria, Dimorfismo Sexual
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10681
Appears in Collections:PPGBAN - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12309_dissertação Renan Brandao (1).pdf3.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.