Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10778
Title: DESENVOLVIMENTO de uma Nova Metodologia para Determinar a Densidade Api em Destilados de Petróleos Obtidos a Partir de unidades de Destilação Manual e Automática
metadata.dcterms.creator: JESUS, L. F. R.
metadata.dcterms.subject: Densidade API;Derivados de Petróleo;Ponto de Ebulição Verd
metadata.dcterms.issued: 28-Mar-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
metadata.dcterms.abstract: A densidade é uma das propriedades físico-químicas mais importantes na caracterização do petróleo e seus derivados, estando diretamente relacionada à construção da curva de Ponto de Ebulição Verdadeiro (PEV) a qual é utilizada como um dos parâmetros no estabelecimento do preço de mercado dos produtos processados do petróleo. Na prática, a curva PEV de um petróleo é obtida pelo processo de destilação laboratorial, atualmente em processos totalmente automatizados, no qual as várias frações coletadas são caracterizadas por métodos padrões primários. No entanto, as unidades de destilação laboratoriais automatizadas nem sempre são as mais adequadas para se realizar pesquisas, pois, não permitem interferência no sistema durante o processo de destilação, assim como inviabilizam anexar componentes como vidrarias e instrumentos em suas conexões para estudar determinados efeitos do processo para seu aprimoramento, por serem essas unidades calibradas pelos fabricantes e certificadas por agências reguladoras. Neste contexto, foi avaliado nesse trabalho uma nova metodologia para estimar a densidade API com a utilização da associação de amostras de frações obtidas por destilações laboratoriais em unidade manual e automática, baseadas nas ASTM D 2892, visando a futura implantação de um sistema in loco de leitura online de densidade durante a destilação. Primeiramente, realizou-se as destilações nas unidades manuais para verificar seu comportamento através de curvas PEV de referências obtidas por destilação automática dos mesmos petróleos. Posteriormente, desenvolveu-se modelos de calibração multivariada utilizando-se o método de Regressão por Mínimos Quadrados Parciais (PLS) através dos dados dos espectros de infravermelho próximo (NIR) e médio (MIR) das amostras. A partir desses modelos testou-se a viabilidade de estimar a densidade API das amostras de frações obtidas na unidade de destilação manual por meio de um banco de dados de amostras previamente coletadas em unidade automática. Isso contribui para diminuir o número de destilações necessárias para realizar a calibração reduzindo-se gastos com reagentes, assim como dá maior confiabilidade aos resultados por utilizar dados de unidade automática certificada. Os modelos de calibração multivariada desenvolvidos para os conjuntos de amostras para ambas as técnicas de infravermelho apresentaram resultados que atendem especificações utilizadas na indústria do petróleo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10778
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_11991_Luciana Fernanda Rangel de Jesus.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.