Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11009
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorNeves, Mirna Aparecida-
dc.date.accessioned2019-04-10T02:05:40Z-
dc.date.available2019-04-09-
dc.date.available2019-04-10T02:05:40Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11009-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectClassificaçãopor
dc.subjectWasteen
dc.subjectDimension stoneen
dc.subjectClassificationen
dc.titleComparação entre os resíduos finos recém-gerados e os depositados em aterros da indústria de rochas ornamentaispor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc66.0-
dc.subject.br-rjbnMeio ambientepor
dc.subject.br-rjbnResíduos sólidospor
dc.subject.br-rjbnRochas ornamentaispor
dcterms.abstractO setor de rochas ornamentais produz uma quantidade significativa de resíduos finos. Os estudos existentes quanto à classificação desses resíduos ainda são inconclusivos. Enquanto alguns trabalhos consideram-nos como Não-Inertes, outros os classificam como Inertes e até Perigosos. Outro ponto que deve ser destacado são os resíduos que estão depositados há vários anos e que também precisam ser estudados a fim de identificar possíveis alterações no seu comportamento com o meio ambiente. Esse estudo teve como objetivo conhecer o efeito do envelhecimento dos resíduos finos gerados pelo beneficiamento de rochas ornamentais. Foram estudados os resíduos recém-gerados, denominados de novos (RNs) e os resíduos antigos (RAs). As amostras foram caracterizadas de acordo com a distribuição de tamanho, mineralogia, composição química e morfologia. A classificação dos resíduos seguiu as normas 10004, 10005 e 10006 da ABNT (2004). Quanto à caracterização não foram observadas diferenças significativas entre os casos estudados, exceto em termos de tamanho de grão, na qual o RA foi considerado ligeiramente mais grosso que o RN. Quanto à classificação, percebeu-se que o comportamento dos constituintes dos resíduos muda ao longo do tempo, as concentrações das espécies analisadas são mais elevadas nos RNs e tendem a diminuir nos RAs, alterando a classificação de Não-Inertes (Classe IIA) para Inertes (Classe IIB).por
dcterms.abstractThe ornamental rock sector produces a significant amount of fine residues. Existing studies on the classification of these residues are still inconclusive. While some works consider them as Non-Inertes, others classify them as Inertes and even Dangerous. Another point that must be highlighted is the waste that has been deposited for several years and that also need to be studied in order to identify possible changes in its behavior with the environment. This study aimed to know the effect of aging of the fine residues generated by ornamental stone processing. Two moments were studied: the new residues (NRs) and the old residues (ORs). The samples were characterized according to size distribution, mineralogy, chemical composition and scanning electron microscopy (SEM). The classification of the residues followed the standards 10004, 10005 and 10006 of ABNT (2004). Regarding the characterization, no significant differences were observed between the studied cases; however, regarding the classification, it was observed that the behavior of the constituents of the residues changes over time, the concentrations of the analyzed parameters are higher in the NBs and tend to decrease in the RAs, from Non-Inertes (Class IIA) to Inertes (Class IIB).en
dcterms.alternativeComparison fines residues new with those deposited in landfills of the ornamental stone industryen
dcterms.creatorSilva, Tatiane Brito Perim da-
dcterms.formatTextpor
dcterms.issued2019-02-25-
dcterms.languagePorpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Químicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEngenharia Químicapor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Químicapor
dc.contributor.refereeBorges, Simone Pereira Taguchi-
dc.contributor.refereeProfeti, Luciene Paula Roberto-
Aparece nas coleções:PPGEQ - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12067_Dissertação - Tatiane Brito Perim da Silva.pdf2.99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.