Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11016
Título: A RETÓRICA DA ALTERIDADE NA "RELAÇÃO DA MISSÃO DA SERRA DA IBIAPABA" DO PADRE ANTÔNIO VIEIRA
Autor(es): SANTOS, F. C. E.
Orientador: SODRE, P. R.
Coorientador: FRANCO, J. E.
Data do documento: 3-Dez-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, F. C. E., A RETÓRICA DA ALTERIDADE NA "RELAÇÃO DA MISSÃO DA SERRA DA IBIAPABA" DO PADRE ANTÔNIO VIEIRA
Resumo: Antônio Vieira documenta suas viagens, no século XVII, por meio de cartas (epistolografia) e relatos diversos. De entre estes textos se encontra Relação da missão da serra da Ibiapaba, produzida em 1660. Numa tentativa não só de escrever, mas também de representar e legitimar sua escrita e sua ação, Vieira encontra, em sua prática discursiva de viagem, uma multiplicidade e uma abrangência das circunstâncias e dos lugares de escrita, com diversos destinatários. Assim, procura-se analisar, numa perspectiva retórica, a Relação da missão da serra da Ibiapaba, relato escrito a partir dos princípios retóricos de Instituição Oratória, de Quintiliano, e De oratore, de Cícero, obras fundamentais para a Ordem inaciana. Complementa esta pesquisa o estudo de François Hartog (1999), no qual se discutem as categorias retóricas a partir da obra de Heródoto, tais como comparação, tradução,nomeação, classificação, inversão e conversão. Essas categorias tornam possível a análise da retórica da alteridade no texto Relação, já que permitem ao narrador de Vieira descrever e classificar os indígenas tabajaras da serra da Ibiapaba. A tese observa um relato que é componente sólido de diversos outros escritos sobre indígenas, produzidos por Antônio Vieira entre os anos de 1650 e 1660, e no qual os princípios retórico-argumentativos são mantidos, em defesa de uma causa maior: a evangelização dos indígenas tabajaras e a presença dos jesuítas na serra da Ibiapaba. A análise retórica permite, ainda, concluir que os tabajaras negociam, ativamente, com os jesuítas, e que as considerações sobre eles não se resumem a características como boçalidade, primitivismo, selvajaria, entendendo-os como parte integrante de um processo complexo de colonização, a partir dos esteios teóricos do Quinto-Império. Palavras-chave: Antônio Vieira Relação da missão da serra da Ibiapaba. Antônio Vieira Quinto Império. Antônio Vieira Retórica da alteridade. Missões jesuíticas Antônio Vieira. Tabajaras Relação da missão da serra da Ibiapaba.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11016
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12704_TESE FERNANDA C E SANTOS_PPGL FINAL.pdf
  Restricted Access
1.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.