Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11146
Título: Caracterização dos constituintes voláteis de espécies de Sparattanthelium (Hernandiaceae) e avaliação da fitotoxicidade e citotoxicidade em plantas modelo
Autor(es): DUTRA, Q. P.
Orientador: FONTES, M. M. P.
Palavras-chave: Potencial biológico
Sparattanthelium
bioherbicida
bioensa
Data do documento: 27-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DUTRA, Q. P., Caracterização dos constituintes voláteis de espécies de Sparattanthelium (Hernandiaceae) e avaliação da fitotoxicidade e citotoxicidade em plantas modelo
Resumo: O Brasil tem se destacado na produção de agroquímicos, no entanto sua utilização na agricultura tem desencadeado problemas relacionados ao ambiente e a outros organismos. As plantas são reservatórios de metabólitos secundários e podem apresentar efeito alelopático, potencialmente interessante para serem utilizados como bioherbicidas. Esses metabólitos podem ser encontrados em óleos essenciais, em Angiospermas basais. Consideradas relevantes economicamente, plantas desse grupo são utilizadas com fins medicinais e apresentam atividade antiproliferativa em células cancerígenas e antimicrobiana. Entretanto, algumas espécies possuem potencial alelopático e bioherbicida desconhecidos, como as do gênero Sparattanthelium, exclusivamente neotropical. Poucas espécies do gênero foram caracterizadas quimicamente e não se conhece o potencial biológico dos compostos encontrados. Diante disso, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito dos óleos essenciais extraídos das folhas de Sparattanthelium botocudorum e Sparattanthelium tupiquinorum em bioensaios com as espécies Lactuca sativa e Sorghum bicolor. Os óleos foram testados nas concentrações de 3000, 1500, 750, 375 e 187,5 ppm. Realizou-se a caracterização química e avaliou-se o percentual de sementes germinadas, o desenvolvimento inicial de plântulas de Lactuca sativa L. e Sorghum bicolor L. e as alterações no ciclo mitótico de células meristemáticas de raízes de L. sativa. O composto majoritário de ambas espécies foi germacreno D (33,2 e 44,8%), seguido de biciclogermacreno (23,4 e 16,9%), β-elemeno (8,4 e 5,1%), germacreno A (17,7 e 8,7%). Tras-nerolidol (7,7%) foi encontrado apenas em S. botocudorum e γ- Cadineno (15%) em S. tupiquinorum. O ensaio fitotóxico revelou que o óleo essencial das duas espécies reduziu o crescimento radicular e aéreo de sementes de L. sativa. Em S. bicolor reduziu a germinação e o crescimento aéreo. No ensaio citotóxico observou-se diminuição do índice mitótico e aumento de alterações cromossômicas e nucleares, resultantes da ação aneugênica e clastogênica dos óleos essenciais de S. botocudorum e S. tupiquinorum.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11146
Aparece nas coleções:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12861_Dissertação Final Quezia Pains Dutra.pdf
  Restricted Access
1.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.