Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1117
Title: Acessibilidade e longitudinalidade no pré-natal : análise de um grupo de puérperas atendidas no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes
Authors: Neder, Anderson Gabriel
Issue Date: 2013
Abstract: A atenção primária visa garantir cobertura e acesso a cuidados de saúde abrangentes e aceitáveis pela população enfatizando a prevenção e a educação (STARFIELD, 2004). No Brasil a Estratégia Saúde da Família (ESF) é o modelo implantado pelo Ministério da Saúde (MS) com a finalidade de reestruturação da atenção primária e já abrange cerca de 50% da população. Segundo Starfield (2004) a atenção primária pode ser avaliada através de seus atributos essenciais: atenção de primeiro contato (utilização e acessibilidade), longitudinalidade, integralidade e coordenação de cuidados. No contexto da atenção à saúde brasileira, a mortalidade infantil é fato preocupante, principalmente a mortalidade que ocorre nos primeiros dias de vida. Este componente da mortalidade é intimamente relacionado à qualidade da atenção recebida no período gestacional. A atenção pré-natal deve incluir ações organizadas, amplas, integradas e com cobertura abrangente de promoção e prevenção da saúde, além de diagnóstico e tratamento adequado dos problemas que possam vir a ocorrer nesse período. O objetivo do presente estudo foi analisar o pré-natal de um grupo de puérperas quanto aos atributos da atenção primária acessibilidade e longitudinalidade. Para alcançar este objetivo foram realizadas 80 entrevistas com mulheres que realizaram pré-natal na atenção primária e 19 mulheres que realizaram pré-natal no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (HUCAM). Utilizou-se parcialmente o questionário de avaliação da atenção primária PCATool. As puérperas também foram questionadas quanto à percepção da adequação do pré-natal realizado. A acessibilidade foi baixa para a maioria das entrevistadas. Nas puérperas que realizaram o pré-natal na Atenção primária a acessibilidade foi estatisticamente maior naquelas que realizaram pré-natal na ESF e naquelas que utilizaram as unidades de saúde do município de Vitória (ES). A longitudinalidade se relacionou ao tipo de unidade de saúde do pré-natal, ao número de consultas realizadas e ao índice de Ápgar no primeiro minuto. A percepção de um pré-natal adequado se relacionou com a utilização da ESF como serviço de pré-natal e à realização de seis ou mais consultas. Apesar de as puérperas do grupo que realizou o pré-natal no HUCAM perceberem o atendimento pré-natal como adequado, algumas questões revelaram fragilidades na assistência, principalmente quanto ao acesso ao serviço. A impossibilidade de receber atendimento pela equipe fora dos horários de funcionamento do ambulatório, a falta de um número de telefone no qual possam sanar dúvidas ou falar com o médico responsável pelo pré-natal, a percepção de dificuldade na marcação de consultas e a espera prolongada no dia do atendimento são pontos que devem ser melhorados nessa assistência.
The primary care goals wide coverage and access to comprehensive and acceptable health care services. It lays emphasis on prevention and education (STARFIELD, 2004). In Brazil, the Estratégia Saúde da Familia (ESF) is the model developed by the Ministry of Health (MOH) for the purpose of restructuring of primary care. It covers about 50 % of the population. According Starfield (2004) primary care can be assessed by its essential attributes: first-contact care (accessibility and utilization), longitudinality, comprehensiveness and coordination of care. In the context of the Brazilian health care, child mortality is still a disturbing fact, especially mortality occurring in the first days of life. This component of mortality is closely related to quality of care received during pregnancy. The prenatal care should include organized, large, integrated and comprehensive actions. It should provide health promotion and prevention, diagnosis and treatment of problems that may occur during this period. The purpose of this study was to analyze the attributes of primary care accessibility and longitudinality in a group of women treated in HUCAM. To achieve this objective was conducted interviews with 80 women who received prenatal care in primary care and 19 women who received prenatal care at the Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes (HUCAM). It was used partial evaluation questionnaire of primary PCATool. The women were also questioned about their perception of the adequacy of prenatal care. Accessibility was low for most subjects in primary care. Accessibility was statistically higher in women who received prenatal care in the ESF and those who used health facilities in the city of Vitória (ES). The longitudinality was related to the type of health facility prenatal, the number of medical visits and the Apgar score in the first minute. The perception of an adequate prenatal care was associated with the use of the ESF as prenatal service and the attainment of six or more medical visits. In the group that underwent prenatal care in HUCAM, Although postpartum women of the group that performed the pre-natal HUCAM realize the prenatal care as appropriate, some questions revealed fragilities in care, particularly regarding the access to the service. The inability to receive care by the medical staff outside the opening hours of the clinic, the lack of a phone number where they can answer questions or talk to the doctor responsible for prenatal, perception of difficulty in scheduling appointments and long waiting periods on the day of consultation are points that should be improved in this care.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1117
Appears in Collections:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao.Texto.Anderson.pdf2.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons