Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace3.ufes.br/handle/10/11191
Título: A Suplementação Hidroeletrolítica e energética sobre parâmetros de hidratação e perfil eletrolítica, energética e hormonal em cães de busca, resgate e salvamento
Autor(es): CERQUEIRA, H. D. B.
Autor(es): APTEKMANN, K. P.
ZANINI, S. F.
TRIVILIN, L. O.
metadata.dcterms.subject: Eletrólito
Desidratação
Exercício físico
Data do documento: 26-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CERQUEIRA, H. D. B., A Suplementação Hidroeletrolítica e energética sobre parâmetros de hidratação e perfil eletrolítica, energética e hormonal em cães de busca, resgate e salvamento
Resumo: Os cães que atuam no serviço de busca, resgate e salvamento necessitam de treinamento intensivo. O conhecimento das modificações eletrolíticas e energéticas que ocorrem nestes cães é importante para se estabelecer métodos e ações para melhorar o desempenho e reduzir as alterações provenientes da atividade física. Objetivou-se avaliar os parâmetros de hidratação, e as concentrações de eletrólitos, hormônios, glicose e lactato com e sem suplementação hidroeletrolítica e energética, em cães submetidos há um treinamento de 60 minutos. Seis cães saudáveis, treinados e que exercem atividade de busca, resgate e salvamento, foram avaliados em sete tempos e dois momentos distintos. Foram determinados parâmetros de hidratação, como o peso corporal (PC), temperatura corporal (TC), hematócrito (Ht), hemácia (He), hemoglobina (Hb), proteína total (PT) e albumina; indicadores energéticos, como a glicose e o lactato; eletrólitos, como o potássio (K+), sódio (Na+), cloro (Cl-), fósforo (P+), cálcio (Ca2+) e magnésio (Mg2+ ); e hormônios, como o cortisol, aldosterona e insulina. Em ambos os momentos (M1 e M2), após o término do treinamento (T60), observou-se desidratação isotônica nos cães, acompanhada de eritrocitose, perda de peso, sem alterações de K+, Na+, Ca2+ , albumina, cortisol e aldosterona. Na fase de recuperação, em ambos os momentos de avaliação, ocorreu aumento significativo da TC e lactato, houve ainda redução significativa de insulina, PT e P+. O Clreduziu em M1 e aumentou em M2, enquanto o Mg2+ reduziu em M1 e não alterou em M2. Os animais demonstraram recuperação no R30, com valores próximos aos basais (T0). Conclui-se que tanto a reposição hídrica quanto a suplementação hidroeletrolítica e energética, fornecidas por via enteral, são capazes de corrigir a desidratação isotônica apresentada pelos cães. No entanto, a suplementação é capaz de elevar os valores séricos de Cl- e Mg2+ após o exercício, sem alterar os demais eletrólitos. A TC e as concentrações de lactato aumentam após o exercício e retornam aos valores basais com a recuperação. A insulina reduz após o treino, sem alterações nos níveis séricos de glicose.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11191
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12238_Hévila Dutra Barbosa de Cerqueira20190528-102204.pdf
  Restricted Access
1.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.