Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11279
Título: Fallen princesses : a desconstrução da imagem das princesas da Disney na obra fotográfica digital de Dina Goldstein
Autor(es): Meneghelli, Daniela
Orientador: Torres, David Ruiz
Data do documento: 1-Abr-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os filmes de princesas da Disney combinam encantamento e inocência, envolvendo as crianças nos múltiplos níveis da cultura infantil, com histórias e produtos carregados de afeto, criatividade, ideologia de gênero e padrões estéticos. Além dos filmes, com o comércio da imagem das princesas em produtos infantis, a empresa constrói e massifica um imaginário intrinsecamente ligado à feminilidade e ao consumo em crianças ao redor do mundo. Nesta pesquisa trataremos do tema da desconstrução da imagem dessas princesas através da série fotográfica digital Fallen Princesses, da artista Dina Goldstein (1969 -), produzida no Canadá, entre 2007 e 2009. A artista, a partir do seu trabalho com fotografia, reconstrói o universo simbólico das princesas presente no imaginário de milhões de meninas no mundo ocidental e parece propor uma revisão da realidade a partir do felizes para sempre. Para maior entendimento dessas imagens adotamos o método de análise da Universitat Jaume I de Castelló de Espanha, seguida de uma contextualização histórica e social da artista e da série. Nossa busca é por um aprofundamento no significado das imagens, que ao nosso ver instiga o espectador a um olhar não apenas contemplativo, mas que critica, questiona e re-significa o lugar social feminino na sociedade atual através das redes digitais contemporâneas. Ao final da pesquisa concluímos que a obra de Goldstein convida o espectador a observar suas heroínas da infância a partir da maturidade, questiona os padrões ideológicos e estéticos das animações, e evidencia a necessidade de uma revisão de modelos que representem a mulher contemporânea.
Disney princess films combine enchantment and innocence, engaging children in multiple levels of children's culture, with stories and products loaded with affection, creativity, gender ideology, and aesthetic standards. In addition to the films, with the commercialization of the image of the princesses in children's products, the company builds and massifies an imaginary intrinsically linked to femininity and consumption in children around the world. In this research, we will deal with the theme of the deconstruction of the image of these princesses through the digital photographic series "Fallen Princesses" by Surrealist Pop Dina Goldstein (1969 - ), produced in Canada between 2007 and 2009. The artist, from her work with photography, the symbolic universe of the princesses present in the imaginary of millions of girls in the western world and seems to propose a revision of reality from the "happily ever after". For a better understanding of these images we adopt the method of analysis of the Universitat Jaume I de Castelló of Spain, followed by a historical and social contextualization of the artist and the series. Our search is for a deepening in the meaning of images, which in our view instigates the viewer to a look not only contemplative, but which criticizes, questions and re-means the female social place in today's society through contemporary digital networks. At the end of the research we conclude that the work of Goldstein invites the viewer to observe his childhood heroines from the maturity, questions the ideological and aesthetic patterns of animations, and highlights the need for a review of models that represent contemporary women
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11279
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13054_Dissertação DANIELA MENEGHELLI (Final).pdf3.2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.