Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2037
Title: Política de informaçao para repositórios institucionais : um estudo comparativo
Authors: Andrade, Morgana Carneiro de
Silva, Terezinha Elizabeth da
Cervantes, Brígida Maria Nogueira
Keywords: Política de informação;Repositórios institucionais
Issue Date: Aug-2011
Citation: ANDRADE, M. C. de; SILVA, T. E. da; CERVANTES, B. M. N. Política de informação para repositórios institucionais: um estudo comparativo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 24., 2011, Maceió, AL. Anais… Disponível em: <febab.org.br/congressos/index.php/cbbd/xxiv/paper/.../582/553>. Acesso em: 5 ago. 201
Abstract: Analisa-se o teor das políticas institucionais de informação para Repositórios Institucionais em três países, Brasil, Estados Unidos e Grã-Bretanha com o objetivo de subsidiar a formulação de diretrizes para políticas voltadas aos Repositórios Institucionais. Os dados referentes aos repositórios foram coletados no OpenDoar e no ROAR, os dois maiores sites de registros de repositórios. Para a seleção dos repositórios analisados optou-se por países que possuem maior similaridade cultural e política com o Brasil e tivessem maior representatividade em número de repositórios. Foram analisados 10 repositórios de cada país. Os resultados da análise evidenciam que os repositórios britânicos apresentaram maior número de políticas adotadas, enquanto no Brasil, apenas em quatro dos repositórios existem políticas definidas. Em alguns repositórios americanos, não foram encontradas políticas definidas, e sim acesso às respostas de questões mais frequentes. Observou-se que as políticas mais adotadas referiam-se aos metadados, depósitos e submissões. Além disso, um número reduzido de repositórios possuía política de preservação. Conclui-se que é necessário conjugar esforços para a elaboração e a aprovação das políticas institucionais de informação, principalmente no que diz respeito ao depósito e à preservação, tão importantes para a perpetuação dos registros e a confiabilidade dos usuários.
This paper analyzes the content of institutional policies of information for Institutional Repositories in three countries: Brazil, the United States and Great Britain, with the purpose of supporting the formulation of guidelines for policies aimed at IRs. The data concerning the repositories were collected in the OpenDoar and the ROAR, the two largest online sites of repository records. For the selection of the analyzed repositories we chose countries with cultural and political similarities with Brazil, which had the largest representation in the number of repositories. We analyzed 10 repositories in each country. The results of the analysis show that British repositories had a larger number of policies adopted, while in Brazil only four repositories had defined policies. In some American repositories there were no defined policies, but there was XXIV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação Sistemas de Informação, Multiculturalidade e Inclusão Social Maceió, Alagoas, 07 a 10 de Agosto de 2011 access to answers to frequently asked questions. It was observed that most adopted policies were related to metadata, deposits and submissions. In addition, a small number of repositories had a preservation policy. We conclude that it is necessary to combine efforts to develop and approve institutional policies of information, especially with regard to deposit and preservation, so important to perpetuate the memory and reliability of users.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2037
Appears in Collections:BC - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Política de Informaçao para Repositórios Institucionais.pdf140.4 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons