Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2205
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSIMOES, R. H. S.
dc.date.accessioned2016-08-29T11:04:00Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T11:04:00Z-
dc.identifier.citationBassani, G., NA BOCA DA NOITE, UM GOSTO DE SOL: LEITURA E FORMAÇÃO, LITERATURA E ENSINO, em narrativas de professores de Língua Portuguesa.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/2205-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleNA BOCA DA NOITE, UM GOSTO DE SOL: LEITURA E FORMAÇÃO, LITERATURA E ENSINO, em narrativas de professores de Língua Portuguesa.por
dc.typedoctoralThesisen
dcterms.abstractBusca compreender, por meio da perspectiva da História da Educação no Espírito Santo, a constituição da Literatura como disciplina escolar, bem como as estratégias de seu ensino, especialmente o uso do texto literário em sala de aula, ou em trabalhos extraclasse. Analisa a narrativa de professoras de Língua Portuguesa e Literatura brasileira, entres as décadas de 1960 e de 1980, época da instituição da Lei 5.692, de 1971, que concebia a educação como instrumento a serviço da racionalidade tecnocrática e desenvolvimentista. Lança mão, além das narrativas das professoras, de documentos, da letra da lei, de diretrizes oficiais, e de publicações acadêmicas e didáticas da época; orientando-se, para a análise, nas proposições de Ginzburg (2002,2003,2007), especialmente as noções de multiplicidade de fontes e de relações de força. Entende a produção dos dados e das narrativas a partir do contexto analisado o período de exceção iniciado em 1964. Compõe-se, assim, uma narrativa da História (CERTEAU, 2010), dialogando com as relações entre passado e presente (BLOCH, 2001) e com o valor da narrativa e da experiência elaborado por Benjamin (2012a, 2012b). Considera que a formação acadêmica e de leitura das professoras, bem como sua inserção na cultura e na sociedade, compuseram não só modos de ensinar, como também as escolhas que empreenderam entre autores e obras literárias. Estado de exceção, desenvolvimentismo, movimentos culturais, civismo, moral, assim como tendências educacionais e sociais da época relampejam (BENJAMIN, 2012c) em suas reminiscências, reconfiguradas no presente; revelando as forças que se relacionavam. Apesar da aparente ausência de intervenção direta nas práticas das narradoras, a abordagem da Literatura se processou em redes de forças tecidas por valores próprios acadêmicos, familiares, sociais e ideológicos circulantes no período investigado , compondo critérios que, sob essa tensão, enquanto selecionam, também excluem autores e obras do espaço escolar. Conflui para considerar as contribuições, para o homem e para a História (CALVINO, 1993), que a Literatura, como forma de reconfiguração da verdade (CALVINO, 2012), pode trazer; redimensionando para ela uma missão (SEVCENKO, 2003).por
dcterms.creatorBassani, G.
dcterms.issued2014-07-18
dcterms.subjectHistória de Educação no Espírito Santopor
dcterms.subjectNarrativas de profespor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseDoutorado em Educaçãopor
dc.contributor.refereeSOUZA, E. C.
dc.contributor.refereePINTO, A. H.
dc.contributor.refereeSALGUEIRO, W. C. F.
dc.contributor.refereeCOCO, V.
dc.contributor.refereeCARVALHO, J. M.
Appears in Collections:PPGE - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7851_GERALDO BASSANI TESE.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.