Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2467
Title: A Dimensão Formativa do Cinema e a Catarse Como Categoria Psicológica: um Diálogo Com a Psicologia Histórico-cultural de Vigotski
Keywords: Catarse;Vigotski;Cinema;
Issue Date: 27-Jul-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RAMOS, S. D. H., A Dimensão Formativa do Cinema e a Catarse Como Categoria Psicológica: um Diálogo Com a Psicologia Histórico-cultural de Vigotski
Abstract: A pesquisa trata da relação entre a estética do filme e a dimensão sensível do espectador, e toma como eixo central deste diálogo o conceito de catarse desenvolvido na Psicologia da arte de Vigotski (1999b). O objetivo é compreender como o conceito de catarse pode contribuir para a reflexão, no âmbito da educação dos sentidos (formação estética), bem como se ele pode criar as condições e possibilidades para transformar, qualitativamente, o espectador em contato com o filme/cinema. A metodologia é de cunho eminentemente teórico-reflexivo, realizada a partir do levantamento bibliográfico, análise de trabalhos acadêmicos com foco no conceito-chave. Pressupõe-se que, na sociedade contemporânea, o cinema é uma das principais vias de formação estética, com presença significativa no processo de constituição da individualidade em diversos contextos sociais. A dimensão reflexiva da pesquisa também opera a partir da análise do filme Fresa y Chocolate (1993), do cineasta cubano Tomás Gutierrez Alea. Uma primeira hipótese considera que a dimensão formativa do cinema só chega a sua máxima concretude quando o espectador, na vivência com o filme, é elevado a um nível superior de transformação qualitativa a partir das emoções contrárias suscitadas pela narrativa estética conflito entre conteúdo x forma. Uma segunda hipótese considera que a perspectiva estética de Gutierrez Alea, em especial no filme Fresa y Chocolate (1993), aproxima-se da concepção de catarse desenvolvida por Vigotski. Desse modo, esse conceito pode contribuir para, no âmbito do campo dos fundamentos da educação, ampliar a reflexão sobre a compreensão da reação estética que o espectador experimenta em contato com o filme, cuja função vai além da representação da realidade, ele pode ser considerado a própria visão social do espectador sobre a realidade. A catarse, como fundamento da reação estética experimentada pelo espectador com a obra, constitui-se em uma complexa transformação sensível e, também, da própria consciência e percepção da realidade objetiva.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2467
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_9063_CATARSE E CINEMA Santiago Daniel 09.09.2015 FINAL.pdf2.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.