Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2536
Title: Valores Organizacionais e Suporte Social no Trabalho: a percepção dos Servidores da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Issue Date: 27-Nov-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: TOGNI, M. R., Valores Organizacionais e Suporte Social no Trabalho: a percepção dos Servidores da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Abstract: Esta dissertação teve como objetivo levantar a percepção do suporte social no trabalho enquanto elemento presente ou não nos valores organizacionais na perspectiva dos servidores de uma instituição federal de ensino superior. Para tanto foi utilizado um questionário contendo dois modelos, o Inventário de Perfis de Valores Organizacionais (IPVO) (OLIVEIRA E TAMAYO, 2004) e a Escala de Percepção de Suporte Social no Trabalho (EPSST) (GOMIDE JR., GUIMARÃES E DAMÁSIO, 2004) (apud SIQUEIRA E GOMIDE JR., 2008). O questionário foi aplicado junto aos servidores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), divididos em dois grupos, de acordo com sua lotação, sendo elas: administrativa, representando a parte de formulação e responsabilidade administrativa; e unidades, composto pelos setores que integram a execução da universidade. Os resultados encontrados permitiram identificar o perfil dos valores organizacionais por área de atuação, concluindo-se que na área administrativa eles são percebidos mais fortemente do que nas unidades, sendo prestígio organizacional, conformidade e tradição os que se destacaram. Em relação ao suporte social foi possível notar que para os participantes da pesquisa existe a percepção de todos os suportes sociais, porém os resultados indicam que os entrevistados não têm certeza se recebem ou não o suporte social. Com os dados obtidos para os dois modelos, utilizou-se a análise multivariada, tendo como variáveis independentes os valores organizacionais e como dependentes o suporte social. Os resultados encontrados mostram que há influências positivas e negativas em relação a realização, conformidade, tradição, autonomia e preocupação com a coletividade. O resultado foi em parte preocupante, pois o segundo colocado, conformidade, foi um valor fortemente identificado entre os servidores, influenciou de forma negativa o suporte social. Por outro lado, Realização, que influenciou de forma positiva, ficou apenas em quinto lugar. Salienta-se, portanto, a relevância dos valores em questão e suas interferências no ambiente organizacional, visto que sua influência positiva fortalece a percepção do suporte social dentro do grupo em questão, podendo facilitar os processos de mudanças e crises por meio de adaptações menos resistentes, inibindo o estresse causado pelo ambiente em que a pessoa se encontra. Por fim foram feitas sugestões para potenciar os resultados positivos e, na medida do possível, conscientizar os servidores quanto aos achados negativos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2536
Appears in Collections:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_9203_Dissertação Final - Mariana Recla de Togni.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.