Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2828
Title: A Nova Gestão Pública No Governo Do Estado Do Espírito Santo: Um Estudo Do Pró-Gestão Focado Em Projetos Da Secretaria De Estado Da Segurança Pública E Defesa Social
Keywords: Gestão Pública;Administração Pública;Nova Gestão Pública
Issue Date: 14-Jul-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: O objetivo deste trabalho é estudar o processo de implantação do PRÓ-GESTÃO na Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (SESP), confrontando os princípios estabelecidos no sistema com a realidade de execução por parte dos funcionários públicos encarregados de fazê-lo; avaliando seus impactos gerenciais e sócio-culturais no ambiente de trabalho. O trabalho fundamenta-se teoricamente na concepção da burocracia tipo ideal concebida por Weber (1963,1964) e as observações de Morgan (2006) e Crozier (1981) a respeito; no entendimento da Nova Gestão Pública e seus aspectos definidos a partir de Paula (2007) e Bresser Pereira (1996, 1998, 1999 e 1999b) e no detalhamento do processo de implantação da Nova Gestão Pública no Espírito Santo, conforme histórico do Estado, a contar de 2007 até suas principais atualizações conceituais A metodologia utilizada foi estudo de caso focado nos dois projetos da SESP inseridos no PRÓ-GESTÃO, quais sejam: o de Modernização Tecnológica e da Gestão da Defesa Social e o de Prevenção à Violência. Os dados foram obtidos através da aplicação de entrevista à treze funcionários ligados aos dois projetos. Os entrevistados foram divididos em três níveis: estratégico, tático e operacional. A descrição do sistema PRO-GESTÃO foi realizado a partir de dados obtidos através de consultas à documentos internos (manuais, apostilas, site e legislação) das Secretarias Estaduais de Segurança Pública, de Planejamento (SEP) e de Gestão de Projetos (SEGEP), mediante autorização. Os resultados indicam que a implantação enfrentou dificuldades iniciais como a resistência interna dos funcionários da SESP, a ausência de comunicação institucional interna a respeito do PRÓ-GESTÂO, seus princípios e sua importância; a ausência de um planejamento prévio em relação aos projetos, dificuldades com a questão hierárquica e acúmulo de atividades dos funcionários. Em se tratando de avanços, foram citados meramente a melhoria na comunicação interpessoal dos funcionários da SESP inseridos no sistema, o estabelecimento de um fluxo diferenciado dos processos pertinentes aos projetos e o controle de todas as etapas de um projeto estruturado dentro do sistema, com a concentração de todas as informações em um só lugar e acessível por qualquer pessoa autorizada mediante senha e acesso ao site do PRÓ-GESTÃO na internet. As conclusões apontam que a implantação do sistema não teve importância significativa para o ambiente de trabalho; não consolidou a nenhuma mudança significativa, quer na rotinas administrativas, quer na apresentação de resultados à sociedade. De fato o PRÓ-GESTÃO na SESP foi constituído de pressupostos comuns ao setor privado, mas aplicados diretamente ao setor público, sem adaptações ou qualificações prévias; entretanto, a execução dos projetos foi realizada pelos funcionários com base na rotina que lhe era comum, sem referência à concepção teórica do sistema; nem mesmo a percepção que o sistema tinha este diferencial; exemplo disso são os entrevistados de nível operacional, que entenderam suas participações no sistema tão somente como mais uma atividade que teria que executar. Para eles, não houve mudança alguma na realidade.
The purpose of this study is to understand the implantation process of PRÓ-GESTÃO (PRO-MANAGEMENT), at the Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (State Ministry of Public Security and Social Defense of Espírito Santo) – SESP, confronting the stablished principles in the system to the “everyday” reality of doing things, by the public employees in charge; evaluating their managing and sociocultural impacts in the work place. The research has its theoretical basis in Weber’s (1963, 1964) conception of the ideal type of burocracy and also in Morgan’s (2006) and Crozier’s (1981) related observations; in the comprehension of the New Public Management and its aspects defined by Paula (2007) and Bresser Pereira (1996, 1998, 1999 e 1999b), and also in the detailed process of the New Public Management implantation, in Espírito Santo, according to the state history, since 2007 until its main conceptual updates. This research is classified as qualitative and the method employed was a case study at SESP, focusing two process of PRÓ-GESTÃO: the Technological Modernization and Management of Social Defense, and also the Violence Prevention. The data were obtained throught documentary research and interviews applied to thirteen employees involved in both projects. Respondents were divided into three levels: strategic, tactical and operational. The description of PRÓ-GESTÃO system took part through data obtained at inner documents search (manuals, books, website and legislation) from State Ministry of Public Security, Planning (SEP) and Projetc Management (SEGEP), with permission. The results indicate that the implantation process has faced some initial obstacles, such as the inner resistance of SESP’s employees, the lack of internal institutional communication concerning PRÓ- GESTÃO, its principles and importance; the lack of a previous planning related to the projects, hierarchical difficulties and overcharged employees. In terms of progress, there was an improvement on interpersonal communication of SESP’s employees inserted in the system, the establishment of a distinct flow of project’s processes and the control of all stages of a project structured within the system, concentrating the information at one place, accessible to anyone authorized by password. The conclusion points to the fact that the system’s implantation did not have a significant 7 relevance to the work place; it did not consolidate any important change neither in the administrative routines nor in the results presented to the society. In fact, PRÓ- GESTÃO was built by assumptions used in the private sector, however applied directly to the public sector, without adjustments or previous qualifications. Keywords: Public Management. Public Administration. New Public Management.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2828
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_3672_.pdf3.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.