Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2865
Title: Relações de Gênero no Trabalho, Modos de Ser das Mulheres Gerentes
Keywords: mulheres;banco;trabalho;relação de gênero;subjetividade;women;work;bank;respect gender;subjectivity
Issue Date: 25-Apr-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Esta pesquisa analisou historicamente o discurso de gerentes gerais (GG) de atendimento (GA) e de câmbio (GC) de três Bancos públicos e dois Bancos privados, tendo como objetivo verificar a trajetória profissional, com enfoque nas relações entre subjetividade, trabalho e gênero. As novas formas de trabalho na contemporaneidade têm exigido excelência, qualificação constante e uma profissional multiqualificada, patroa de si, quadro que adquire intensidade quando se realiza um recorte analítico de gênero. Nos bancos a participação das mulheres nos cargos superiores vem crescendo, principalmente na função gerente. A partir de entrevistas semi-estruturadas com vinte e duas gerentes, delimitadas dentro do contexto histórico e espacial específico foi possível analisar como elas lidam com o trabalho em suas respectivas áreas e como enfrentam as dificuldades. Os dados foram analisados através da técnica da análise do discurso de Michel Foucault. O estudo apresenta os conceitos de trabalho como práticas sociais a partir das experiências vividas e de relações de gênero como ferramentas políticas e de poder revelando as complexidades presentes nas relações sociais de produção no mundo capitalista contemporâneo. O trabalho adquire novos contornos a partir da análise de três momentos da vida profissional das gerentes: entrada no banco, o trabalho atua como função produtiva e simbólica, como meio de sobrevivência e projeção social e econômica, afirmação na carreira bancária, o trabalho coaduna com as funções anteriores e se apresenta com um poder disciplinar transformando as gerentes em trabalhadoras regradas e produtivas e o momento de consolidação como gerente, onde já incorporaram os modos de objetivação e a política do banco e através das experiências que afloram na vida, as gerentes ultrapassam as regras estabelecidas e o trabalho atua constituindo novos modos de ser e agir. Palavras Chaves: mulheres, banco, trabalho, relação de gênero, subjetividade.
This research examined the historical discourse of general managers (GG) service (GA) and exchange (GC) of three public banks and two private banks, aiming to verify the career, focusing on relations between subjectivity, work and gender . New forms of work in contemporary excellence and have required constant qualification and a professional multi skilled "boss" himself, "mistress" of yourself, picture that acquires intensity when it performs an analytical approach gender. Banks in the participation of women in senior positions is growing, especially in the function manager. From semi-structured interviews with twenty-two managers, bounded within the historical context and specific spatial parse how they handle the work in their respective areas and how they face difficulties. Data were analyzed using the technique of discourse analysis of Michel Foucault. The study introduces the concepts of work as social practices from the experiences and gender relations as political tools and power revealing the complexities present in the social relations of production in the contemporary capitalist world. The work acquires new characteristics from the analysis of three moments in the life of professional managers: check at the bank, the work serves as a productive function and symbolic as a means of survival and social and economic projection, on a bank statement, work well with the previous functions and is presented with a disciplinary power in transforming managers and workers productive and ruled moment consolidation as a manager, where he has incorporated the modes of objectification and the policy of the bank and through the experiences that arise in life, the managers go beyond the rules established and work acts constituting new ways of being and acting. Uniterms: women, work, bank, respect gender, subjectivity.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2865
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_6490_Projeto Final de Marcia Corvino.pdf1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.