Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4906
Título: Avaliação da microbiota de alface (Lactuca sativa) comercializada no município de Alegre-ES
Título(s) alternativo(s): Evaluation of the microbiota of lettuce (Latuca sativa) commercialized in the city of Alegre-ES
Autor(es): Silva, Nayara Benedito Martins da
Orientador: Peña, Wilmer Edgard Luera
Coorientador: Bernardes, Patrícia Campos
Carvalho, Raquel Vieira de
Data do documento: 29-Jul-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As hortaliças são uma fonte importante de vitaminas, minerais e fibras, que são essenciais para o bom funcionamento do organismo, por isso cada vez mais cresce o seu consumo. A alface é uma das hortaliças mais consumidas no Brasil, principalmente na sua forma crua, entretanto nos últimos anos tem sido associada a surtos alimentares. Várias metodologias podem ser utilizadas para determinação de micro-organismos em alimentos. No entanto, é crescente a necessidade da utilização de métodos que proporcionem resultados mais rápidos. Dessa forma a técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR) tem se mostrado uma ferramenta eficaz para tal finalidade. Este trabalho objetivou em avaliar a ocorrência de Salmonella spp. em alface (Lactuca sativa) do tipo crespa, comercializada no município de Alegre-ES. Para realização do estudo foram utilizadas 60 amostras de alface do tipo crespa e cultivo convencional comercializadas na feira livre e outros estabelecimentos da cidade. Foi realizada a determinação dos seguintes grupos microbianos nas amostras avaliadas: mesófilos aeróbios, fungos filamentos e leveduras, coliformes totais e termotolerantes. A determinação da ocorrência de Salmonella spp. ocorreu por meio das seguintes etapas: pré-enriquecimento, enriquecimento seletivo, plaqueamento seletivo-diferencial e para confirmação foi utilizada a técnica de PCR. Foram avaliados 11 estabelecimentos, incluindo a feira livre. As amostras analisadas apresentaram contagens médias de mesófilos aeróbios de 6,80 log UFC.g-1 e fungos filamentosos e leveduras de 4,07 log UFC.g-1. Foi constatado que 100 % das amostras apresentaram coliformes totais e, com relação à presença de coliformes termotolerantes, 58 % das amostras apresentaram valores < 3 NMP g-1, 30 % entre 4 e 21 NMP g-1, e 12 % entre 43 e 93 NMP g-1. Pela técnica de PCR, 21,66 % (n = 13) das 60 amostras de alface avaliadas foram consideradas positivas para Salmonella spp. As amostras positivas para Salmonella spp. foram provenientes de oito dos 11 estabelecimentos avaliados. A partir dos resultados obtidos ressalta-se a importância da adoção de medidas preventivas para reduzir a contaminação da alface in natura e demais hortaliças ao longo de toda cadeia produtiva, como uma forma de reduzir os riscos à saúde associados ao consumo deste alimento.
Vegetables are an important source of vitamins, minerals and fibers, which are essential for good functioning of the organism; therefore its consumption has been grow. Lettuce is one of the most consumed vegetables in Brazil, especially raw, however in the recent years it has been associated to food outbreaks. Several methods can be used to determine micro-organism in food. Thus, the use of effective methods are increasing and can simultaneously provide faster results. The technique of polymerase chain reaction (PCR) has shown to be an effective tool for this purpose. The objective of this study was to evaluate the occurrence of Salmonella ssp. in lettuce (Lactuca sativa) type crisp, commercialized in the city of Alegre-ES. For this study, 60 samples of crisp type lettuces and conventional cultivation commercialized in outdoor markets, supermarkets and produce stores in the city were used. The determination of the presence of Salmonella ssp. was accomplished through the following steps: pre-enrichment, selective enrichment, selective-differential plating and to confirm the results, the PCR technique was utilized. Eleven establishments were evaluated. Furthermore, determinations of the following microbial groups in the tested samples were done: aerobic mesophilic, filaments fungi and yeast, total and thermotolerant coliforms. The samples analyzed presented average counts of aerobic mesophilic of 6.80 log CFU. g-1 and filaments fungi and yeast of 4.07 log CFU. g-1 . It was found that 100 % of the samples presented total coliform and in relation to the presence of thermotolerant coliforms 58 % of the sampled showed values <3 MPN g-1 , 30 % between 4 and 21 MNP g-1 , and 12 % between 43 and 93 MPN g-1. Through the PCR technique, 21,66 % (n=13) of the 60 samples of lettuce evaluated was considered positive for Salmonella spp. Salmonella spp. positive samples were obtained from 8 of the 11 establishments evaluated. From these results it is noteworthy the importance of adopting preventive measures to reduce the contamination of lettuce in natura and other fresh vegetables throughout the production chain as a way to reduce health risk associated with the consumption of this food.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4906
Aparece nas coleções:PPGCTA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6843_RESUMO NAYARA.pdf93.3 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.