Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5031
Título: Geotecnologias na alocação de torres de observação de incêndios florestais
Autor(es): Eugenio, Fernando Coelho
Orientador: Santos, Alexandre Rosa dos
Data do documento: 6-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Nos casos em que a prevenção não é suficiente para evitar a deflagração de um foco de incêndio, a sua rápida detecção constitui um fator decisivo para que seja possível minimizar os danos provocados pelo fogo e para a redução dos custos associadas ao seu combate. Diante de tal fato, as torres de vigilância aparecem como um excelente sistema de detecção inicial do incêndio florestal. Neste contexto, esta pesquisa teve o objetivo de desenvolver uma metodologia para alocação de torres de detecção de incêndios florestais no estado do Espírito Santo, contemplando as seguintes etapas metodológicas: a) desenvolvimento de um modelo para mapear o Risco de Incêndios Florestais no estado do Espírito Santo (RIF-ES); b) mapeamento das Áreas de Preservação Permanente sob a ótica do novo código florestal no estado do Espírito Santo; c) alocação de pontos estratégicos para implantação de torres de detecção no estado do Espírito Santo, e; d) confrontar as áreas visualizadas pelas torres de detecção com o mapa de risco de incêndio e as áreas que se deve preservar (APP's + UC's). A metodologia proposta é eficaz para a alocação das torres de detecção de incêndios, sendo que, o Método C3, foi a metodologia escolhida, apresentando cobertura de 67% do estado do Espírito Santo, a partir de 140 torres de observação. As áreas que possuem o maior risco de incêndios florestais, as classes com os riscos alto, muito alto e extremo possuem uma visualização de, respectivamente, 73,97%, 70,41% e 61,03%. As APP's, com o método C3, terão 61,76% de suas áreas visualizadas com a instalação de 140 torres de observação. O Método C3, apresentou uma cobertura de 70,42 % do total das UC's do estado.
Where prevention is not enough to prevent the outbreak of a fire outbreak, rapid detection is a key factor to be able to minimize the damage caused by fire and to reduce costs associated with their fight. Faced with this fact, watch towers appear as an excellent system of early detection of forest fire. In this context, this research aims to develop a methodology for allocating towers detection of forest fires in the state of Espirito Santo, addressing the following methodological steps: a) develop a model to map the risk of forest fires in the state of Espirito Santo ( RIF- ES ) b ) mapping the Permanent Preservation Areas from the perspective of the new forest code in the state of Espirito Santo, c) allocate strategic sites for deployment of towers detection in the state of Espirito Santo, Brazil and d) comparing areas displaying the towers detection with the areas most prone to the risk of fire and areas preserved permanent (APP's + UC's). The proposed methodology is efficient for placing towers fire detection, where as the C3 Method, was the chosen methodology, with coverage of 67% of the state of Espírito Santo, from 140 watch towers. The areas that have the highest risk of forest fires, the classes with high risk, very high and extreme have a preview of respectively 73.97%, 70.41% and 61.03%. The APP's, with C3 method will have 61.76% of their areas visualized with the installation of 140 watch towers. The C3 method, showed a coverage of 70.42% of UC's state.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5031
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7451_DISSERTACAO_FERNANDO_COELHO_EUGENIO.pdf11.85 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.