Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5089
Título: Malacologia dos gêneros Lymnaea e Biomphalaria na Mesorregião Sul Espírito-santense, e a avaliação de extratos de Melia azedarach, Azadirachta indica, e Cymbopogon winterianus como agentes Moluscicidas.
Autor(es): ALMEIDA, B. R.
Orientador: PEREIRA JUNIOR, O. S.
Palavras-chave: Esquistossomose
Fasciolose
Drogas Moluscicidas
Data do documento: 27-Ago-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ALMEIDA, B. R., Malacologia dos gêneros Lymnaea e Biomphalaria na Mesorregião Sul Espírito-santense, e a avaliação de extratos de Melia azedarach, Azadirachta indica, e Cymbopogon winterianus como agentes Moluscicidas.
Resumo: Moluscos do gênero Biomphalaria e Lymnaea possuem grande importância médica, por serem caracterizados como hospedeiros intermediários do parasito Schistosoma mansoni e do parasito Fasciola hepatica respectivamente. Neste estudo foi avaliada a presença desses moluscos em 14 municípios situados na mesorregião Sul Espiríto Santense, pertences às Bacias hidrográficas dos rios Itapemirim, Itabapoana e Benevente. Para a identificação dos moluscos foi utilizada avaliação morfológica e molecular. Para todos os 14 municípios georreferenciados foram encontrados moluscos da espécie B. tenagophila e L. columella. Entretanto, a preocupação com o desenvolvimento de resistência destes moluscos a substâncias moluscicidas e sua baixa seletividade ocasionam na busca de substâncias biodegradáveis de origem vegetal. Este estudo analisou então a eficácia de extratos fitoterápicos compostos de Melia azedarach var azedarach, Azadirachta indica A. Juss, e Cymbopogon winterianus como possíveis agentes moluscicidas. Foram testados extratos alcoólicos, acetato de etila e hexânicos extraídos de caules e folhas dos vegetais cinamomo, nim e citronela como agentes moluscicidas para a espécie Lymnaea columella, hospedeiro intermediário da Fasciola hepatica. Os extratos nim, cinamomo e citronela demonstraram-se eficazes no controle dos moluscos analisados em baixas concentrações, diluídos em etanol, acetato de etila e hexano, e, inibiram a ovoposição dos moluscos, impedindo sua reprodutibilidade, e, por conseguinte, a disseminação destas doenças parasitárias.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5089
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4244_.pdf1.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.