Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/576
Title: Os gêneros de Bethylidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) de quatro áreas de Mata Atlântica do Espírito Santo
Other Titles: The genera of Bethylidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) in four areas of Atlantic Rain Forest from Espírito Santo, Brazil
Authors: Mugrabi, Daniele Ferreira
Alencar, Isabel de Conte Carvalho de
Barreto, Francisco Candido Cardoso
Azevedo, Celso Oliveira
Keywords: Vespa;Parasitóides;Himenóptero;Bethylidae;Diversidade alfa;Jackknife de primeira ordem;Parasitoid;Hymenoptera;Alpha diversity;Wasps;First-order Jackknife
Issue Date: Mar-2008
Citation: MUGRABI, Daniele F. et al. Os gêneros de Bethylidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) de quatro áreas de Mata Atlântica do Espírito Santo. Neotrop. entomol., Londrina, v. 37, n. 2, p. 152-158, mar./abr. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ne/v37n2/a07v37n2.pdf>. Acesso em: 03 fev. 2011.
Abstract: Estudou-se a riqueza e abundância de gêneros de Bethylidae coletados em quatro áreas de mata de encosta da Mata Atlântica do Espírito Santo, com estados de preservação diferentes: Santa Maria de Jetibá (SMJ), Domingos Martins (DM), Pancas (P) e Atílio Vivácqua (AV). Foram coletados 2.840 espécimes alocados em 12 gêneros, sendo Lepidosternopsis Ogloblin e Bakeriella Kieffer citados pela primeira vez para esse estado. A riqueza dos táxons foi obtida através do procedimento Jackknife com auxílio do programa EstimateS. Curvas de acumulação de gêneros foram construídas para avaliar o esforço amostral. Os dados se ajustaram à distribuição geométrica e calculou-se o parâmetro k para comparar as localidades. O perfil genérico não foi equivalente em todas as localidades, e todas foram consideradas perturbadas. SMJ e DM apresentaram riqueza de gêneros maior em comparação com P e AV. As diferenças relatadas neste estudo para as áreas amostradas refletem o grau diferente de preservação das matas. Pseudisobrachium Kieffer e Dissomphalus Ashmead foram os gêneros mais abundantes em SMJ, DM e P e Anisepyris Kieffer em AV. Este estudo reforça o fato de Dissomphalus ser mais abundante em florestas tropicais úmidas e que o perfil genérico encontrado em AV assemelha-se a dados publicados para o cerrado.
ABSTRACT The generic richness and abundance of Bethylidae collected in four different hillside areas of Atlantic rain forest from Espírito Santo, Brazil were studied. The sites are Santa Maria de Jetibá (SMJ), Domingos Martins (DM), Pancas (P) and Atílio Vivacqua (AV). A total of 2,840 specimens of 12 genera were collected. Lepidosternopsis Ogloblin and Bakeriella Kieffer are first recorded from the State. Richness of taxa was calculated using first-order Jackknife richness with EstimateS program. Genera accumulation curves were ran to evaluate the samples. Abundance data were adjusted to the geometric distribution. Parameter k was used to compare areas. The generic profile was not equal for the sites we studied. The areas were considered disturbed. SMJ and DM presented genera richness bigger than in P and AV. The differences in the sites reflect the different preservation of each environment. Pseudisobrachium Kieffer and Dissomphalus Ashmead are most dominant genera in SMJ, DM and P, and Anisepyris Kieffer in AV. This study emphasizes the fact of Dissomphalus as the most abundant genus in rain forests. The generic profile found in AV is similar to that of some areas of Brazilian savannah.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/576
ISSN: 1519-566X
Appears in Collections:DCBIO - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
a07v37n2.pdf174.56 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons