Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6271
Título: O percurso epistemológico de René Descartes em sua busca pela verdade
Autor(es): Nascimento, Ernani Carvalho do
Orientador: Murta, Claudia Pereira do Carmo
Data do documento: 28-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NASCIMENTO, Ernani Carvalho do. O percurso epistemológico de René Descartes em sua busca pela verdade. 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Resumo: This work aimed to investigate the intellectual route of modern philosopher René Descartes to support a new theory of knowledge in the face of the emergence of modernity. Descartes sought to formulate philosophical basis to secure the understanding and practice of experimental science of the XVII century. To accomplish the intent of this research was to carry out an analysis of Cartesian thinking in terms of its historical context. The philosopher then sets out the need to find the structure of the thinking subject, (res cogitans), and later in proposing a truthful God, the rational capacity to ensure truth in scientific method. Our conclusion is that the Cartesian philosophy has, through rational and analytical function to make clear what is confusing. This research is carried from the assumptions contained in the Meditations metaphysical propositions as secure bases and philosophical foundations sufficient for the knowledge and practice of modern science.
A presente dissertação buscou investigar o percurso intelectual do filósofo moderno René Descartes para fundamentar uma nova teoria do conhecimento em face da emergência da modernidade. Descartes pretendeu formular bases filosóficas seguras para o entendimento e a prática das ciências experimentais do século XVII. Para realizarmos o intento desta pesquisa nos foi necessário fazer uma análise do pensamento cartesiano em função do seu contexto histórico. O filósofo estabelece, então, a necessidade de encontrar, na estrutura do sujeito pensante, (res cogitans), e, posteriormente, na proposição de um Deus veraz e autoral, a capacidade racional de garantir a verdade no método científico. Nossa conclusão é a de que a filosofia cartesiana possui, por meio do método racional e analítico, a função de tornar claro o que é confuso. Essa pesquisa se realiza a partir dos pressupostos contidos nas Meditações metafísicas, como proposições das bases seguras e dos fundamentos filosóficos suficientes para o conhecimento e a prática da ciência moderna.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6271
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Ernani Carvalho do Nascimento.pdf749.28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.