Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6593
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPolanczyk, Ricardo Antonio
dc.date.accessioned2016-12-23T14:37:35Z-
dc.date.available2010-02-23
dc.date.available2016-12-23T14:37:35Z-
dc.identifier.citationSILVEIRA, Luiz Flávio Vianna. Screening of Bacillus thuringiensis BERLINER against Tetranychus urticae KOCH.. 2008. 44 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnica; Recursos Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, 2008.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6593-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accessen
dc.titleSeleção de isolados de Bacillus thuringiensis BERLINER para Tetranychus urticae KOCHpor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractA cultura do mamão tem grande importância econômica para o Brasil, sendo o maior produtor mundial, com área colhida de 36.650 hectares e 24% da produção mundial, e, para o Espírito Santo, segundo maior produtor, com 39,7% do total nacional, e responsável por 74% na exportação. O ataque de pragas nessa cultura pode reduzir consideravelmente a produção e a qualidade do produto colhido, sendo que, uma das principais pragas é o ácaro rajado Tetranychus urticae Koch (1836). O uso do controle químico de forma descontrolada leva a sérias conseqüências como a presença de resíduos em frutos acima do permitido e surgimento de populações resistentes. Faz-se necessário o uso de alternativas de manejo do ácaro, como o controle biológico, que vem sendo utilizado como ferramenta no manejo de diversas pragas de importância agrícola no mundo. Por isso, o objetivo deste trabalho foi selecionar isolados de Bacillus thuringiensis Berliner (1911) (Bt) que sejam patogênicos para o ácaro rajado na cultura do mamão. Foram avaliados 120 isolados de B. thuringiensis Berliner (1911) quanto à patogenicidade em T. urticae Koch (1836). Cada isolado, contendo 3 x 108 esporos viáveis/mL de água destilada autoclavada, constituiu em um tratamento com 8 repetições, em arenas de folhas de feijão-de-porco Canavalia ensiformes com 4,5 cm de diâmetro. Cada repetição continha 10 fêmeas adultas do ácaro e após 5 dias da transferência, a mortalidade foi quantificada e posteriormente corrigida pela fórmula de Abbott (1925). Os resultados foram submetidos ao teste de Scott Knott, ao nível de 5%. Os testes em condições de laboratório mostraram que há ação tóxica de Bacillus thuringiensis em Tetranychus urticae.por
dcterms.alternativeScreening of Bacillus thuringiensis BERLINER against Tetranychus urticae KOCH.eng
dcterms.creatorSilveira, Luiz Flávio Vianna
dcterms.issued2008-12-18
dcterms.languageporpor
dcterms.subjectcontrole biológicopor
dcterms.subjectentomopatógenopor
dcterms.subjectbactériapor
dcterms.subjecttoxinas Crypor
dcterms.subjectbiological controleng
dcterms.subjectentomopathogeneng
dcterms.subjectbacterialeng
dcterms.subjectCry toxinseng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentFitotecnica; Recursos Florestaispor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Produção Vegetalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::ENTOMOLOGIA AGRICOLApor
dc.contributor.refereeFranco, Cláudio Roberto
dc.contributor.refereePratissoli, Dirceu
Appears in Collections:PPGPV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiz Flavio Viana Silveira.pdf239.53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.