Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6823
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMorais, César Augusto Tureta de-
dc.creatorFeu, Karina Santos-
dc.date.accessioned2017-10-27T11:55:39Z-
dc.date.available2017-10-29T05:00:07Z-
dc.date.issued2017-05-05-
dc.date.submitted2017-05-05-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6823-
dc.description.abstractThe study of the Strategy as Practice (SAP) has a little discution about the influence of external practitioners in the process of implementation of the strategy in the organizations. This dissertation aims to identify how a community influences the implementation of the Corporate Social Responsibility (CSR) strategy of a mining company in the Comunidade Unida project. Mining located in Grande Vit􀁱ria - ES, demonstrating empirically how works the process of relationship of the company with a community, presenting how an external practitioner can modify or not as practices of the company. For this, a qualitative research study was carried out using interviews, observations and documents, both public and internal, as a data collection technique. The field work was developed from April to December 2016, and as multi-situ observations: some events performed within the neighborhood school, another at the edge of the lagoon and still no environment of the park maintained by the company. To analyze the data, a content analysis was used. The results show that the community interferes in the implementation of the CSR strategy of the company, through the planning meetings, the moment in which the mining company listens as demands of the community and in the partnership, define the projects to be carried out in that locality. The company uses this participatory technique to involve a greater number of people within the communities and to demonstrate that it values their opinions in the projects developed. Another advantage obtained by a company with the closest relationship with communities is that a company can perceive discontent among local leaders and predict conflicts that may arise within them. The miner has realized that by engaging with communities, he can minimize the impacts that a community can cause your production process.pt_BR
dc.format.mediumtexten
dc.language.isoporen
dc.rightsopenAccessen
dc.subjectComunidadept_BR
dc.subjectResponsabilidade social da empresa - Espírito Santo (Estado)pt_BR
dc.subjectSucesso nos negócios - Espírito Santo (Estado)pt_BR
dc.subjectPráticas sociaispt_BR
dc.titleProjeto Comunidade Unida : a influência da comunidade na implementação da estratégia de responsabilidade socialpt_BR
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc65pt_BR
dc.contributor.memberOliveira, Samir Adamoglu de-
dc.contributor.memberSilva, Alfredo Rodrigues Leite da-
dc.description.resumoO estudo da Estratégia como Prática Social (EPS) pouco discutiu sobre a influência dos praticantes externos nas organizações, no processo de implementação da estratégia. Essa dissertação pretende identificar como a comunidade influencia na implementação da estratégia de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) de uma mineradora no projeto Comunidade Unida, mineradora essa localizada na Grande Vitória – ES, demonstrando empiricamente como se dá o processo de relacionamento da empresa com a comunidade, apresentando como um praticante externo pode modificar ou não as práticas da empresa. Para tal, foi realizado um uma pesquisa qualitativa, utilizando como técnica de coleta de dados, entrevistas, observações e documentos, tanto públicos, quanto internos da mineradora. O trabalho de campo foi desenvolvido de abril a dezembro de 2016, sendo as observações multi-situadas: alguns eventos ocorreram dentro da escola do bairro, outro na beirada da lagoa e ainda no ambiente do parque mantido pela empresa. Para análise dos dados, foi utilizada a análise de conteúdo. Os resultados obtidos apontam que a comunidade interfere na implementação da estratégia de RSC da empresa, por meio das reuniões de planejamento, momento em que a mineradora para e escuta as demandas daquela comunidade e, em parceria, define os projetos a serem realizados naquela localidade. A empresa se utiliza dessa técnica participativa para envolver um número maior de pessoas dentro das comunidades e demonstrar que valoriza suas opiniões nos projetos desenvolvidos. Outra vantagem obtida pela companhia com o relacionamento mais próximo com as comunidades é que a empresa consegue perceber descontentamentos das lideranças locais, e prever conflitos que podem surgir dentro delas. A mineradora percebeu que a partir desse envolvimento com as comunidades, consegue minimizar os impactos que uma comunidade pode causar ao seu processo produtivo.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Administração-
dc.subject.cnpqAdministração-
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao final Karina Santos Feu.pdf9.51 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons