Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6962
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSANTOS, M. F. P.
dc.creatorSIMONASSI, P.
dc.date.accessioned2018-03-22T16:03:30Z-
dc.date.available2018-02-21
dc.date.available2018-03-22T16:03:30Z-
dc.date.issued2018-01-31
dc.identifier.citationSIMONASSI, P., RERREFINO DE ÓLEO LUBRIFICANTE USADO DE LOCOMOTIVA POR EXTRAÇÃO COM SOLVENTE AUXILIADO POR ONDAS ULTRASSÔNICASpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6962-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleRERREFINO DE ÓLEO LUBRIFICANTE USADO DE LOCOMOTIVA POR EXTRAÇÃO COM SOLVENTE AUXILIADO POR ONDAS ULTRASSÔNICASpor
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.advisorcoVICENTE, M. A.
dc.contributor.memberBIZZI, C. A.
dc.description.resumoNeste trabalho foi desenvolvido um processo de rerrefino de óleo lubrificante usado ou contaminado (OLUC) de locomotiva utilizando ondas ultrassônicas no processo de extração do óleo básico com solventes polares. O processo constituiu-se na aplicação de ondas acústicas em frequências ultrassônicas de maneira direta, por via de sonda de ultrassom, na mistura formada pelo OLUC e solvente. Foram estudados os solventes isopropanol, isobutanol e etanol no processo de extração. Foram ainda avaliados os parâmetros da extração sendo estes tempo de irradiação com ultrassom, amplitude de onda, posição da fonte geradora de ultrassom, geometria da sonda, tipo de solvente, proporção mássica solvente/OLUC, geometria do recipiente da amostra. Após a homogeneização da amostra à 60°C por 20 minutos e 5 minutos de agitação manual foi feita a incorporação com o solvente e a aplicação das ondas ultrassônicas. A otimização das condições operacionais determinou razão de solvente/OLUC 3:1, 5 minutos de sonicação e 20% de amplitude. Após a separação de fases e destilação da fase de interesse foi feita a caracterização do óleo recuperado. O solvente isobutanol apresentou os melhores rendimentos de recuperação, sendo o máximo de 56,51%, quando comparado aos solventes isopropanol e etanol, de rendimentos máximos de 17 e 13% respectivamente. Os melhores resultados obtidos para as propriedades do óleo recuperado resultaram da extração com isobutanol, sendo número de acidez total (0,1027 mg KOH/g), densidade à 40 °C (0,8959 g/cm³) e viscosidade à 40 °C (140 cP) e a redução da absorbância nas bandas referentes aos contaminantes na técnica de espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourrier, evidenciando a remoção de contaminantes, reduzindo a acidez do óleo e aproximando a viscosidade à do óleo de origem. A recuperação de óleo básico segundo a técnica de extração líquido-líquido assistida por ultrassom apresenta-se como uma alternativa às técnicas convencionais, apresentando baixo consumo de energia e de solventes, não gerando resíduos perigosos ao meio ambiente.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Energiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Energiapor
Appears in Collections:PPGEN – Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_11698_Divulga__o de Defesa_aluno Petterson Simonassi.pdf213.36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.