Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6970
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRebouças, Edgard-
dc.creatorGentilli, Victor-
dc.creatorHenriques, Rafael Paes-
dc.date.accessioned2018-04-18T15:03:32Z-
dc.date.available2018-04-20T06:00:10Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.issn18099386-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6970-
dc.description.abstractOs debates em torno do tema direitos humanos chegaram a uma complexidade tal que tornaram-se tema tabu no Brasil. E a imprensa, que também rejeita qualquer tipo de debate sobre si mesma, faz coro em deixar as reflexões e as práticas dos direitos humanos à margem. No caso tratado por este artigo, além do papel dos meios de comunicação, é analisado como o Governo do Estado do Espírito Santo adotou a política da não-política em pontos consensoados pela sociedade civil na elaboração do Programa Estadual de Direitos Humanos e do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos. Mostrando as exclusões, o texto também lança possibilidades de avanços na temática.pt_BR
dc.format.mediumtexten
dc.language.isoporen
dc.rightsopen accessen
dc.sourceContemporânea - Revista de Comunicação e Cultura, v. 13, n. 3, p. 490-510, set./dez. 2015pt_BR
dc.subjectDireitos humanospt_BR
dc.subjectImprensapt_BR
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.subjectHuman rightspt_BR
dc.subjectPresspt_BR
dc.subjectPublic policypt_BR
dc.titleImprensa e direitos humanos : a política do quanto menos mexer melhorpt_BR
dc.title.alternativePress and human rights : the policy of 'the less stir, the better'pt_BR
dc.typearticleen
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
14818-53177-1-PB.pdf353.62 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons