Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7660
Título: RELAÇÃO DOS FENÔMENOS EL NIÑO E LA NIÑA COM A PRECIPITAÇÃO E VAZÃO NA BACIA AMAZÔNICA OCIDENTAL
Autor(es): M. M. Mark
Orientador: SANTOS, A. R.
Palavras-chave: 1
Sensoriamento remoto
2
Mudanças climáticas
3
Fenômeno
Data do documento: 21-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: M. M. Mark, RELAÇÃO DOS FENÔMENOS EL NIÑO E LA NIÑA COM A PRECIPITAÇÃO E VAZÃO NA BACIA AMAZÔNICA OCIDENTAL
Resumo: As mudanças nas variáveis climáticas verificadas em períodos com a ocorrência dos fenômenos El Niño e La Niña e em períodos neutros podem ser utilizadas para acompanhamento de mudanças nas variáveis climáticas ao longo dos anos nas bacias hidrográficas. Desta forma, objetivou-se avaliar o comportamento individual das vazões de 4 sub-bacias (rio Javari, rio Purus, rio Auatí-Paraná e Lago Coari e rios Javari e Auatí-Paraná), na bacia hidrográfica do rio Amazonas, em função das áreas cobertas por neve em território Peruano, comparando-as com os fenômenos climáticos El Niño e La Niña, precipitação e evapotranspiração, no período entre janeiro de 2000 a dezembro de 2016. A área de estudo está localizada entre as latitudes 3°9'23''S até 19°28'37''S e longitudes 61°22'03''W até 80°02'54''W. No Brasil foram escolhidas 4 sub-bacias inseridas na bacia hidrográfica do rio Amazonas delimitadas de acordo com as orto-bacias de nível 2 da Agência Nacional de Águas. Foram utilizadas para os dados de vazão 47 estações fluviométricas inseridas dentro das 4 sub-bacias, sendo que, inicialmente as estações foram separadas de acordo com sua localização e, deste modo, as vazões foram analisadas para cada sub-bacia individualmente. Os dados referentes às precipitações pluviométricas foram adquiridos por meio do sensor TRMM (3B43), sendo extraídos inicialmente os valores das precipitações para cada sub-bacia. A evapotranspiração, o Índice Oceânico Niño e a cobertura de neve nos Andes peruanos foram adquiridos, respectivamente, do sensor GLDAS (GLDAS_NOAH025_M.020), do sítio NOAA e do sensor MODIS (MOD10A2). Após o pré-processamento inicial dos dados foi realizada regressão linear simples, múltipla, correlação simples e análise de componentes principais. Com base nos resultados obtidos, verificou-se para as 4 sub-bacias uma correlação fraca entre as vazões e as áreas cobertas por neve. Entretanto, as médias das precipitações pluviométricas entre os anos estudados apresentaram um decréscimo nos períodos com a ocorrência do fenômeno El Niño. Para a análise de componentes principais, observou-se uma similaridade entre as vazões, precipitação pluviométrica e área coberta por neve. Neste sentido, as regressões lineares simples demonstraram um maior coeficiente de linearidade entre as vazões e a precipitação para as 4 sub-bacias estudadas. Conclui-se que os índices pluviométricos influenciaram mais fortemente as vazões nas sub-bacias do que as modificações advindas das áreas cobertas por neve. Além disso, os menores valores de vazão foram observados nos períodos com influência do fenômeno El Niño, enquanto os maiores valores para a vazão foram obtidos em períodos neutros. A metodologia proposta pode ser adaptada para outras áreas ou bacias hidrográficas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7660
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11152_Dissertação MARKS 2017-Final.pdf4.01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.