Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8010
Título: Efeitos do tratamento com alisquireno e L-arginina sobre a sensibilidade barorreflexa e estresse oxidativo de ratos com hipertensão renovascular
Autor(es): Mengal, Vinícius
Orientador: Gouvea, Sonia Alves
Coorientador: Abreu, Glaucia Rodrigues de
Data do documento: 1-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A hipertensão renovascular é caracterizada pelo aumento da angiotensina II, estresse oxidativo e disfunção endotelial. O objetivo deste estudo foi testar se a administração de alisquireno (ALSK) e L-arginina (L-Arg), restauraria a sensibilidade barorreflexa prejudicada e reduziria o estresse oxidativo em ratos em um modelo hipertensão renovascular. A hipertensão foi induzida através da clipagem da artéria renal esquerda, sendo dividido os animais em cinco grupos: SHAM, 2-rim, 1-clipe (2R1C); 2R1C mais ALSK (ALSK); 2R1C mais L-arg (L-arg); e 2R1C mais ALSK + L-ARG (ALSK+L-ARG). A expressão e atividade de SOD-2 e catalase foi medida no ventrículo esquerdo, o ensaio de produtos avançados de oxidação proteica foram medidos no plasma e ventrículo esquerdo. Após 21 dias de tratamento apenas o grupo ALSK+L-ARG foi eficaz na normalização da pressão arterial sistólica quando comparado ao grupo 2R1C (123,91±1,68 vs. 200,50±5,36 mmHg). Os grupos L-ARG e ALSK+L-arg reverteram a hipertrofia do ventrículo esquerdo quando comparado ao grupo 2R1C (2,22±0,15 e 2,47±0,09 vs. 3,32±0,16, respectivamente, P<0,05). Todos os tratamentos foram capazes de restaurar a sensibilidade do barorreflexo mostrando valores muito similares ao grupo SHAM em ambos os componentes, parassimpático e simpático. A administração aguda de TEMPOL restaurou a sensibilidade do barorreflexo deprimido no grupo 2R1C aos valores que se assemelha aqueles apresentadas pelos outros grupos. Os níveis de produtos avançados de oxidação proteica no plasma mostrou-se aumentada no grupo 2R1C e reduzido nos demais grupos SHAM, ALSK, L-ARG e ALSK+L-ARG (5,79 ± 0,67 vs. 3,79 ± 0,41; 3,96 ± 0,35; 4,26 ± 0,47 e 3,91 ± 0,36 umol/Lchloramine-T, respectivamente, P<0,05). Respostas similares foram encontradas no ventrículo esquerdo. A expressão de SOD-2 e expressão e atividade de catalase no tecido cardíaco foi significativamente aumentada em ALSK, L-ARG e ALSK+L-ARG. A gp91phox no tecido cardíaco foi significativamente diminuída nos grupos L-ARG e ALSK+L-Arg quando comparados com os grupos 2K1C e ALSK. Em conclusão, o tratamento associado de alisquireno e L-arginina normaliza pressão arterial e impede hipertrofia ventricular em ratos com hipertensão 2R1C, um efeito que pode ser parcialmente atribuído ao aumento da sensibilidade do barorreflexo e diminuição do estresse oxidativo.
Renovascular hypertension is characterized by increased angiotensin II, oxidative stress, and by endothelial dysfunction. The purpose of this study was tested if the administration of aliskiren (ALSK) and L-arginine (L-ARG), would restore impaired baroreflex sensitivity and reduce the oxidative stress in a rat renovascular hypertension model. Hypertension was induced by clipping the left renal artery, and the following 5 groups were divided: SHAM, 2-kidney, 1-clip (2K1C); 2K1C plus ALSK (ALSK); 2K1C plus L-ARG (L-ARG); and 2K1C plus ALSK+ L-ARG (ALSK+LARG). SOD-2 and Catalase expression was measured in plasma and tissues and Assay of advanced oxidation protein products. After 21 days of treatment, only the ALSK+L-ARG group was effective in normalize the arterial pressure ( 108.8±2.8 mmHg). The L-ARG and ALSK+L-ARG groups not show hypertrophy of the left ventricle. All treatments restored the depressed baroreflex sensitivity to values found by SHAM group in both parasympathetic and sympathetic component of baroreflex system. Acute administration of TEMPOL restored the depressed baroreflex sensitivity in 2K1C group to values that resembles to those presented by other groups. The advanced oxidation protein products levels in plasma that 2K1C group was significantly increased in 2K1C group compared with SHAM, ALSK, L-ARG and ALSK+L-ARG groups (5,79±0,67 vs. 3,79±0,41; 3,96±0,35; 4,26±0,47 and 3,91±0,36 umol/Lchloramine-T respectively, P<0.05). The similar responses was found in cardiac tissue. The SOD-2 and Catalase expression in the cardiac tissue was significantly increased in ALSK, L-ARG and ALSK+L-ARG. The gp91phox in the cardiac tissue to L-ARG and ALSK+L-ARG groups was significantly decreased when compared with 2K1C and ALSK groups. In conclusion, combined ALSK+L-ARG treatment normalizes SBP and prevents ventricular hypertrophy in 2K1C hypertensive rats, an effect that can be partially attributed to increased baroreflex sensitivity and decreases oxidative stress.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8010
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9165_Dissertação Vinícius Mengal.pdf2.22 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.