Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8342
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMELLO, R. A. F.
dc.date.accessioned2018-08-01T23:27:40Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T23:27:40Z-
dc.identifier.citationRONDINA, R. G., Ressonância magnética na avaliação das articulações do pé de pacientes com artrite reumatoide.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/8342-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleRessonância magnética na avaliação das articulações do pé de pacientes com artrite reumatoide.por
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberVOLPATO, R.
dc.contributor.memberRosa Júnior M
dc.contributor.memberNACIF, M. S.
dcterms.abstractObjetivo: Estudar as articulações do pé clinicamente dominante de pacientes com artrite reumatoide por meio de exames de RM utilizando o escore RAMRIS e correlacionar com os dados clínicos relacionados à atividade da doença e capacidade funcional, avaliados respectivamente pelos escores DAS28 e HAQ. Métodos: Foi realizado um estudo transversal e descritivo com cinquenta e cinco pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide acompanhados pelo ambulatório de Reumatologia do Hospital Cassiano Antônio de Moraes (HUCAM) da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) entre fevereiro e dezembro de 2014. Foi realizadaavaliação do pé clinicamente dominante pela ressonância magnética, bem como foram coletados dados clínicos e laboratoriais para mensuração dos escores DAS28 e HAQ. Resultados: Nosso estudo demostrou uma relação linear entre grau de acometimento articular, avaliado pelo RAMRIS, com a perda de capacidade funcional, avaliada pelo questionário HAQ. Também houve relação linear entre o escore que avalia a atividade da doença (DAS28) e o HAQ. Não houve relação estatística entre o grau de acometimento articular, avaliado pelo RAMRIS, com o escore DAS28. Conclusão: Concluímos que a avaliação por RM pode documentar um estado de doença persistentemente ativa apesar da remissão clínica avaliada pelo escore DAS28. Palavras-chaves: Artrite Reumatoide; Pés; Remissão; Ressonância magnética.por
dcterms.creatorRONDINA, R. G.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2016-06-24
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Medicinapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado Profissional em Medicinapor
Aparece nas coleções:PPGMED - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9947_Final - Dissertacao.pdf14.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.