Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9532
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSilva Filho, Alvim Borges da-
dc.date.accessioned2018-08-01T23:59:23Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T23:59:23Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9532-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectPortos públicospor
dc.subjectDocaspor
dc.subjectSustainable procurementeng
dc.subjectPublic procurementeng
dc.subjectSustainabilityeng
dc.subjectPublic Portseng
dc.subjectDockeng
dc.titleA Adoção das Licitações Sustentáveis nas Companhias Docas do Brasil e sua Prática na Companhia Docas do Espírito.por
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc628-
dc.subject.br-rjbnSustentabilidadepor
dc.subject.br-rjbnLicitação públicapor
dc.subject.br-rjbnCompras (Serviço público)por
dc.subject.br-rjbnPortospor
dcterms.abstractA licitação sustentável é gerada pela inclusão de critérios sustentáveis nos documentos que compõe uma licitação, constituindo-se de mecanismo de promoção do desenvolvimento sustentável. A base de sua existência está no Capítulo 4 da Agenda 21 e para sua adoção há a Instrução Normativa N°. 01/2010. Sua aplicação é estendida a todos os órgãos e empresas públicas, inclusive os portos públicos, os quais possuem grande influência na economia nacional, portanto identificar os instrumentos e práticas utilizados, sua efetividade e possibilidades de aperfeiçoamento pode contribuir para a compreensão do tema. Para isso, fez-se pesquisa nos sítios eletrônicos das Companhias Docas, análise de editais publicados em 2015; entrevistas; e estudo de caso da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). Das oito Companhias investigadas, cinco possuem regulamentação e apenas três a disponibilizam em seu sítio eletrônico. Também foram cinco que disponibilizavam os editais de maneira acessível, cuja análise apontou que a maioria dos critérios sustentáveis buscados possui baixa representatividade, exceto a exigência de não contratar funcionários menores de 18 anos. Nas entrevistas, realizadas em sete Companhias, os setores jurídicos e a Comissão de Licitação foram apontados por todos como os responsáveis pela elaboração dos editais. Quanto à regulamentação interna, dois afirmaram possuir, três que se encontra em desenvolvimento e dois que nada consta. Já o estudo de caso mostrou que a normativa interna propõe critérios para diversos tipos de aquisição de produtos e contratação de serviços; e as entrevistas apontaram que não foi ofertado treinamento sobre o tema e que as principais barreiras são a falta de comprometimento da alta administração e a falta de consciência ambiental dos funcionários. Assim, tem-se que em termos do estado atual das licitações sustentáveis no setor portuário, o nível de adesão é bom, mas o nível de implementação efetiva é baixo. Para melhorar sua adesão é necessária normativa interna que regulamente a inclusão de critérios sustentáveis contendo atribuições de responsabilidade, sendo bem divulgada e acompanhada de treinamento.por
dcterms.abstractThe sustainable procurement is created by including sustainable criteria in the documents that compose a bidding, consisting in a mechanism to promote the sustainable development. The basis of its existence is on Chapter 4 of Agenda 21 and for its adoption there is the Normative Instruction N°. 01/2010. Its application is extended for all public agencies and companies, including public ports, which have a large influence on the national economy, so identify instruments and criteria used, its effectiveness and possibilities for improvementcan contribute for the theme comprehension. Therefore, were made researching in Dock Companies websites; analyzing the published bidding notices in 2015; interviews; and case study of Dock Company of Espírito Santo (Codesa). Of eight Companies investigated, five have regulation and only three made it available in their websites. Also five made their bidding notices available in their website, which analysis pointed that the majority of sustainable criteria researched presents low representativity, except the requirement of not hiring employees under the age of 18. At the interviews, conducted in seven Companies, the legal sectors and the Bid Committees was appointed by all of them as responsible for elaborating the bids. About the internal regulation, two have affirmed to have it, three that it is in development and two that there is nothing on it. The case study demonstrated that the internal regulation proposes criteria for various types of product acquisition and contracting services; and the interviews pointed that was not offered any training about the theme and that the main barriers are the lack of commitment of the senior management and the lack of environmental awareness of the employees. Thus, there is in terms of the current state of sustainable procurements in port sector, the level of adherence is good, but the level of effective implementation is low. To improve its adherence it is required an internal regulation that regulates the inclusion of sustainable criteria containing responsibility attributions, being well publicized and accompanied by training.eng
dcterms.creatorFalcão, Maria Elisa de Freitas-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2017-03-14-
dcterms.languagepor-
dcterms.subjectLicitações sustentáveispor
dcterms.subjectCompras públicaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia e Desenvolvimento Sustentávelpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEngenharia econômicapor
dc.publisher.courseMestrado Engenharia e Desenvolvimento Sustentávelpor
dc.contributor.refereeCosta, Lourenço-
dc.contributor.refereeFelipe, Ednilson Silva-
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11394_Dissertação final Maria Elisa de Freitas Falcão - PPGEDS.pdf598 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.