Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10031
Title: Análise fitoquímica e avaliação das antioxidante, antimutagênica e citotóxica do estrato hidoalcoólico de Coriandrum sativum L.
metadata.dc.creator: SANTOS, P. C.
Keywords: micronúcleo;adubação;mutagênese;quimioproteção;
Issue Date: 28-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SANTOS, P. C., Análise fitoquímica e avaliação das antioxidante, antimutagênica e citotóxica do estrato hidoalcoólico de Coriandrum sativum L.
Abstract: Coriandrum sativum L, conhecido como coentro, pertencente à família Apiaceae, trata-se de uma hortaliça originária do continente Europeu e Africano. Desta planta são aproveitáveis as flores, folhas e frutos. Além de seu papel na culinária, desempenha papel relevante na medicina popular sendo recomendada para tratamento de diversas doenças. É rica em compostos fenólicos, frequentemente relacionados a efeitos antioxidantes. Em geral, o substrato envolvido no processo de cultivo de plantas medicinais pode estar relacionado à produção de metabólitos secundários com princípios bioativos de interesse. Além da forma de cultivo, outro fator relevante na produção de metabólitos é o estádio de desenvolvimento na qual a planta se encontra. Devido à carência de trabalhos com esse enfoque envolvendo o coentro, o presente estudo teve o objetivo de avaliar a influência da adubação e de dois estádios de desenvolvimento vegetal (vegetativo e floração), na produção de metabólitos secundários de Coriandrum sativum, bem como relacionar essas condições com o potencial quimioprotetor, antimutagênico e antioxidante do extrato hidroalcóolico de suas folhas. As plantas foram cultivadas na região de Venda Nova do Imigrante/ES - Brasil, mantidas, em campo, sob os regimes de adubação orgânica (esterco bovino) e adubação química com nitrogênio, fosfato e potássio (NPK), envolvendo dois estádios de desenvolvimento (vegetativo e a floração). As partes aéreas foram secas e submetidas à maceração em etanol 70% para a obtenção do extrato bruto o qual passou por uma caracterização fitoquímica por métodos fitoquímicos preliminares e espectrometria de massas. Foi detectada a presença de metabólitos como cumarinas, esteroides e flavonoides, em todos os extratos e a espectrometria de massas apontou picos moleculares similares entre os extratos avaliados. O extrato bruto de C. sativum no estádio vegetativo e adubação química apresentou melhor atividade antioxidante, segundo o teste DPPH, em comparação aos demais grupos de tratamento e o extrato obtido a partir de plantas no estádio vegetativo apresentou maior redução na frequência de micronúcleos, em relação ao controle positivo, tanto no ensaio de pré-tratamento quanto no simultâneo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10031
Appears in Collections:PPGBV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9728_Dissertação_19_04_2016 OK.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.