Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10195
Title: Consumo de potássio e relação Na/k na população adulta de Vitória/ES
metadata.dc.creator: ALVES, S. A. A.
Issue Date: 7-Mar-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ALVES, S. A. A., Consumo de potássio e relação Na/k na população adulta de Vitória/ES
Abstract: O menor consumo de alimentos fonte de potássio, como frutas e vegetais, e maior consumo de alimentos com alto teor de sódio, vêm impactando de forma negativa na saúde humana. Mais do que o Na+ e o K+ isolados, a relação entre eles tem sido fortemente associada à hipertensão e às doenças cardiovasculares. A relação entre esses eletrólitos tem sido utilizada como um marcador da qualidade da dieta, embora de difícil mensuração em estudos populacionais. Com objetivo de estimar o consumo de K+ e a relação Na / K e seus fatores associados, foi realizada análise transversal de dados do subestudo da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Participaram 272 adultos, de ambos os sexos, de 20 a 69 anos, domiciliados na cidade de Vitória / ES. A estimativa de Na+ e K+ foi realizada a partir da excreção urinária de 24 horas. Variáveis socioeconômicas, de saúde e estilo de vida foram coletadas por meio de questionário. Consumo adequado de K (≥ 3,5g/dia) e relação Na / K em tercis foram analisadas como variáveis desfecho. Foram utilizados os testes de Kolmogorov-Smirnov ou Shapiro Wilk e posteriormente os testes Mann-Whitney, Kruskal-Wallis, qui-quadrado, modelo de regressão binária e logística e adotado nível de significância estatística de 5%. O consumo médio de potássio foi de 2,9 ± 1,2 g / dia, sendo observadas médias inferiores ao valor recomendado em ambos os sexos, em todas as faixas etárias e independente do estado nutricional. Entretanto, o consumo médio foi maior em homens (3,3 ± 1,4 g / dia), quando comparados às mulheres (2,6 ± 0,9 g/ dia). Cerca de um quarto da amostra atingiu a recomendação de potássio, 38 e 14%, respectivamente, homens e mulheres. Menor relação Na/K foi observada nas mulheres. Indivíduos mais jovens e de menor escolaridade têm mais chance de apresentarem maior relação Na / K. A maior relação Na / K é justificada pelo alto consumo de sódio, visto que a recomendação para o mesmo está muito mais longe de ser alcançada quando comparada com a de potássio. Portanto, são necessárias medidas para uma redução significativa do consumo de sódio.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10195
Appears in Collections:PPGNS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12122_para sappg silian.pdf71.81 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.