Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10528
Title: Células T de Memória e Células T Reguladoras de Memória na Infecção por Mycobacterium tuberculosis: Uma Avaliação in vitro
metadata.dc.creator: STRINGARI, L. L.
Keywords: Mycobacterium tuberculosis;Tuberculose;Purified Protein De
Issue Date: 20-Sep-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: STRINGARI, L. L., Células T de Memória e Células T Reguladoras de Memória na Infecção por Mycobacterium tuberculosis: Uma Avaliação in vitro
Abstract: Indivíduos com infecção latente pelo Mtb e pacientes com tuberculose pulmonar ativa apresentam menores níveis de atividade microbicida quando comparados a indivíduos com baixa reatividade ao PPD. Esta dificuldade em lidar com o bacilo é tido como ponto chave no curso da doença, uma vez que a dificuldade de eliminação do bacilo pode acarretar no desenvolvimento da doença. No presente estudo foram analisadas as frequências das células de memória e de células T reguladoras, assim como seus subtipos, afim de elucidar o funcionamento das dinâmicas envolvidas na resposta contra o Mycobacterium tuberculosis. Para isso, foram utilizados ao total 57 indivíduos, dos quais 26 apresentavam PPD negativo, 26 PPD+ e 5 pacientes apresentavam tuberculose pulmonar ativa. Foram realizadas culturas, das quais duas foram estimuladas, uma com H37Rv (cepa-padrão), outra com OKT3 e por fim uma controla na qual não havia estímulo. O Capítulo 1, apresenta a caracterização das frequências das células de memória e reguladoras obtidos de 10 indivíduos PPD-, 10 indivíduos PPD+ e 5 pacientes com TB. Para a obtenção destas frequências foram utilizadas microculturas, das quais uma foi estimulada com H37Rv (cepa-padrão), outra com OKT3 e por fim uma não estimulada. Dados obtidos mostraram uma grande dinâmica entre as células de memória, principalmente nas células T reguladoras, as quais foram analisadas as frequências de células aTreg, rTreg e nsTreg, além das células T reguladoras com características de memória. O acesso a esta informação é de suma importância para que se possa entender como funciona a resposta contra o Mtb e os mecanismos envolvidos na eliminação ou no controle da doença. Nossos resultados corroboram a hipótese de que uma exposição prévia ao Mtb seguida por sensibilização contra o patógeno, pode desencadear uma maior propensão para o desenvolvimento da latência/doença e que o entendimento desta dinâmica pode ser a chave para o entendimento da doença. No Capítulo 2 é descrito o Ensaio Microbicida in vitro (EMiv). Neste ensaio, foram utilizados 16 indivíduos PPD- e 16 indivíduos PPD+ e um corante a base de resazurina. Os dados obtidos foram comparados com a técnica utilizada por Wallis para ensaio de morte que fora adaptada para a utilização de Células Mononucleares do Sangue Periférico (CMSP). Demonstramos que a utilização da resazurina aumenta a sensibilidade do teste assim como sua rapidez (ensaio clássico 3 a 4 semanas), necessitando de apenas 24 horas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10528
Appears in Collections:PPGDI - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12711_Ata e Registro_Lorenzzo.pdf717.92 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.