Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10542
Title: Estudo Teórico-Experimental por RMN para Elucidação Estrutural de Derivados do Cardanol, Homolicorinas e Cicloheptenonas.
metadata.dc.creator: BARBOSA, L. R.
Issue Date: 27-Aug-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BARBOSA, L. R., Estudo Teórico-Experimental por RMN para Elucidação Estrutural de Derivados do Cardanol, Homolicorinas e Cicloheptenonas.
Abstract: Neste trabalho foram estudados nove compostos orgânicos das seguintes classes: a) derivados semi-sintéticos do cardanol extraído do LCC; b) homolicorinas extraídas de plantas da família Amaryllidaceae; c) cicloheptenonas intermediárias na síntese de guaianos. Analisou-se os espectros de RMN desses compostos através de técnicas unidimensionais (RMN de 1H, RMN de 13C, DEPT-135) e bidimensionais (gCOSY, gHMBC, gHSQC e gNOESY). Os dados experimentais obtidos a partir da atribuição dos valores de deslocamento químico de RMN de 1H e RMN de 13C e de acoplamento spin-spin (J) foram confrontados com dados teóricos obtidos por meio de cálculos computacionais, os quais foram analisados os valores de desvio médio (MD), desvio padrão (SD) e coeficiente de correlação linear (R) de cada composto. Estudos sistemáticos foram realizados a fim de avaliar a eficiência do efeito do solvente na etapa de otimização (comparando-se duas Rotinas de cálculo diferentes) e de avaliar qual método GIAO ou CSGT apresentava melhor correlação com os dados experimentais. Além disso, foi avaliado, se o modelo B3LYP/cc-pVTZ apresentou bons resultados no cálculo de tensores de blindagem (σ) e constantes de acoplamento spin-spin (J). Para as homilicorinas os cálculos foram realizados para avaliar a posição do substituinte no C2 (α ou β orientado). Nesses estudos os valores de desvio médio, desvio padrão e coeficiente de correlação linear foram melhores para substituinte na posição α tratando-se dos compostos 4 e 5 e para substituinte na posição β em se tratando do composto 6. A partir da correlação entre os dados teóricos e experimentais foi possível fazer uma atribuição inequívoca da grande maioria dos sinais de RMN dos nove compostos de estudo. Também se conclui que o modelo utilizado (B3LYP/cc-pVTZ) foi eficiente no cálculo de tensores de blindagem e constante de acoplamento. Ao se analisar a eficiência do solvente na etapa de otimização (comparação entre as Rotinas 1 e 2), concluiu-se que a Rotina 2 (que desconsidera o efeito do solvente) se mostrou eficaz em descrever os deslocamentos químicos de RMN de 13C e de RMN de 1H e as constantes de acoplamento JH,H, associada a um menor custo computacional. Comparando-se os dois métodos de cálculo de propriedades de RMN GIAO e CSGT, pode-se concluir que o método CSGT foi eficaz em descrever os deslocamentos químicos de RMN de 13C e de RMN de 1H, associado a um melhor custo benefício.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10542
Appears in Collections:PPGQUI - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12744_Tese de doutorado_LaylaRosarioBarbosa.pdf8.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.