Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10674
Title: SISTEMA FLUVIAL DO RIO JACARAÍPE, SERRA, ESPÍRITO SANTO: PROPOSTA DE ANÁLISE A PARTIR DO GEOSSISTEMA E DA SOCIOGEOMORFOLOGIA
metadata.dc.creator: RAMOS, A. L. D.
Keywords: Análise geográfica Integrada;geotecnologias;ordenamento te
Issue Date: 11-Oct-2018
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RAMOS, A. L. D., SISTEMA FLUVIAL DO RIO JACARAÍPE, SERRA, ESPÍRITO SANTO: PROPOSTA DE ANÁLISE A PARTIR DO GEOSSISTEMA E DA SOCIOGEOMORFOLOGIA
Abstract: Sistema Fluvial do Rio Jacaraípe, paisagem que cobre área expressiva do município da Serra, Espírito Santo, foi e continua sendo cenário de constantes transformações. O processo de apropriação da natureza pelas ações e práticas da sociedade se intensificou a partir da década de 1950, com a erradicação da cultura agrícola do café e substituição por atividades urbanas e industriais, marcada atualmente, por impactos e por alterações degradantes necessitando de um entendimento mais aprofundado dessa realidade. Diante deste contexto, esta pesquisa teve por objetivo desenvolver e aplicar o conceito de Sistema Fluvial como recorte integrador das transformações da sociedade e da natureza, considerando-se o Geossistema e a Sociogeomorfologia, no processo de transformação da paisagem do Rio Jacaraípe Serra, Espírito Santo. O estudo partiu da revisão bibliográfica debatendo a importância da Análise Integrada da Paisagem na Geografia sustentado em literaturas estrangeira e nacional sobre os conceitos de Sistema Fluvial, Geossistema e Sociogeomorfologia. Posteriormente, a sua aplicação e discussão, resgatando o entendimento histórico do processo de ocupação e dinâmica até o presente utilizando-se dos procedimentos clássicos de investigação geográfica com o uso de geotecnologias de SIG e Sensoriamento Remoto. Na sequência, de forma complementar, o emprego da Sociogeomorfologia elencando recortes e arranjos na paisagem inéditos e reveladores. O uso dos métodos e técnicas desta pesquisa permitiu desenvolver uma metodologia satisfatória para diagnóstico e análises mais aprofundadas, possível de ser aplicada em outros sistemas fluviais e que podem ser utilizados por diversos setores da sociedade. Os resultados possibilitam identificar e espacializar, de forma mais precisa, as áreas mais criticas do sistema analisado, apontando diversos danos ambientais nos canais fluviais como a cobertura do rio/canal; construção de via urbana sobre rio e canal; perda de canais em número e extensão. As tipologias de transformação criadas revelaram conflitos de usos, evidenciada em fotos e cartografia, como parte das Zonas de Expansão Urbana e das Zonas Especiais de Interesse Social, situadas em áreas de proteção ambiental e frágeis como vertentes e fundos de vale e no interior de um corredor ecológico, entre outros danos, alertando para a necessidade de um ordenamento mais equilibrado e sustentável entre os elementos naturais e as ações antrópicas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10674
Appears in Collections:PPGGEO - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12803_Tese - André Luís Demuner Ramos.pdf50.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.