Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1090
Title: Eu só quero chocolate : um estudo sobre a importância de aspectos pessoais e contextuais no consumo de chocolate
metadata.dc.creator: Smith, Marcia Baroni Nader Costa
Issue Date: 2014
Abstract: Muitos alimentos são conhecidos apenas em alguns grupos humanos, por diversas razões. Outros, entretanto, tornaram-se praticamente universais, sendo conhecidos e apreciados em quase todas as sociedades humanas com condições econômicas que permitam sua inclusão no âmbito do comércio internacional. Um deles, em especial, está no foco de interesse da presente investigação. Não se trata de alimento relevante para a composição dos hábitos alimentares cotidianos em qualquer grupo humano, mas que ocupa posição privilegiada em termos de preferência em diferentes lugares do mundo: o chocolate. O presente trabalho buscou conhecer e analisar fatores que influenciam o consumo de chocolate de um conjunto de pessoas e as modalidades de explicação ou justificação que apresentam para o seu padrão de consumo e para o tipo de interesse que têm pelo chocolate. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário com 62 questões fechadas e 1 questão aberta - que utilizou a técnica da evocação. Participaram 313 homens e mulheres, a maioria na faixa etária entre 16 e 25 anos. Foram exploradas variáveis como situação sócio-econômica, peso corporal, estado de saúde, frequência e quantidade de chocolate consumido, preferência em relação ao consumo de alimentos em geral, além de terem sido verificadas quais situações os participantes admitem estarem associadas a variações no padrão de consumo de chocolate, tendo sido incluídas tanto situações estressantes quanto relaxantes. Foram abordados também alguns pontos considerados controversos a respeito do consumo de chocolate, que são objeto de interesse científico e merecem grande atenção dos meios de comunicação. Houve interesse especial na discussão das diferenças encontradas quando os padrões de consumo de homens e mulheres são comparados. Ficou evidente, no grupo de participantes, que a influência de muitos dos aspectos considerados sobre o consumo do chocolate não se processam de forma idêntica sobre homens e mulheres. Confirma-se a grande difusão cultural da ideia de que mulheres comem mais chocolate que homens e que a seleção de alimentos feminina é mais sensível a fatores associados a variações de estados afetivos, o que pode ter papel na discussão de dependências e transtornos alimentares. Em consonância com a literatura sobre comportamento alimentar, os dados apoiam a proposição de que é insuficiente considerar apenas fatores culturais ou biológicos, de maneira isolada, para explicar os motivos que levam ao consumo de determinados alimentos.
Many foods are known only in some human groups, for many reasons. Others, however, became practically universal, and are known and appreciated in almost all societies with economic conditions that allow their inclusion in the realm of international commerce. One of those foods, in particular, is in focus in this investigation. It is not relevant for the composition of every day food habits in any human group, but it certainly takes a central position in terms of preference in various parts of the world: chocolate. This paper aimed to discover and analyze the factors that may influence the consumption of chocolate among a group of people and the way these people justify or explain their consumption pattern and interest for this product. To collect the information an instrument composed of 62 closed questions and 1 open question - which used the technique referred to as free association (evocation) - was used. A group of 313 men and women participated in the survey, most of those aged 16 to 25. Variables such as social and financial situation, body weight, health state, frequency and amount of chocolate consumed, preference regarding consumption of food in general were analyzed, as well as the situations which the participants admitted to be associated with changes in their chocolate consumption pattern, having been included both stressful and relaxing situations. Some points considered controversial regarding the consumption of chocolate, which often appear to be of interest from an academic point of view and the mass media, were also considered. It became clear, in the group analyzed, that many aspects of chocolate consumption are not processed in the same way by men and women. The culturally emphasized fact that women are prone to eat more chocolate than men and that the female choice of foods is more affected by mood and emotional states became evident, which may play a role in the discussion of food disorders and addictions. In agreement with the literature regarding eating behavior, the data obtained support the proposition that it is insufficient to consider only cultural or biological factors, in an isolated manner, to explain why people eat certain foods.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1090
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao.Marcia Baroni.texto.pdf5.25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons