Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1109
Title: Diálogos sobre a alfabetização, a leitura e a escrita no Programa Provinha Brasil
metadata.dc.creator: Endlich, Ana Paula Rocha
Issue Date: 2014
Abstract: Esta pesquisa documental analisa as concepções de alfabetização, leitura e escrita subjacentes à Provinha Brasil no período 2008-2012 e o panorama em que esse programa de avaliação é produzido. Parte do referencial bakhtiniano e do conceito de alfabetização de Gontijo (2008, 2013). Ao tomar a Provinha como gênero do discurso, discute os elos precedentes dentro do contexto de produção dessa avaliação, a autoria do Programa e seus principais destinatários. Constata que a Provinha é criada como resposta às demandas de avaliação da alfabetização provenientes de organismos internacionais como o Banco Mundial e a Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco). A avaliação é elaborada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) como órgão que coordena as avaliações no País, em colaboração com pesquisadores de universidades e de organizações da sociedade civil, para demonstrar confiabilidade científica aliada à participação democrática no processo de produção. Seus principais destinatários são gestores de Secretarias de Educação e professores. Aos primeiros, cabe aderir ao programa de avaliação e tomar medidas administrativas para sua operacionalização nas redes. Os docentes têm o papel central de seguir as orientações do material e reorganizar sua prática em função de melhorias nos desempenhos das crianças no teste. Estas, por sua vez, são desconsideradas como sujeitos de dizeres e é legitimado um discurso homogeneizador sobre seu desenvolvimento. A partir dos testes aplicados e das matrizes de referência e seus eixos, a pesquisa analisa como a diferenciação teórica entre alfabetização e letramento se concretiza na organização das provas. A alfabetização, entendida como apropriação do sistema de escrita, é avaliada no primeiro eixo do teste principalmente como identificação de unidades menores da língua, como letras, sílabas e fonemas. As habilidades de leitura, ligadas ao letramento como concebido nos pressupostos do programa, são aferidas ora como decodificação de palavras e frases descontextualizadas, ora como apreensão de significado predeterminado do texto. A escrita somente é avaliada no ano de 2008 e por meio de itens que solicitavam codificação de palavras e frases ditadas pelo aplicador. Desse modo, a Provinha Brasil contribui para a subtração das potencialidades políticas e transformadoras do aprendizado da língua materna no País.
This documentary research analyzes the literacy, reading and writing conceptions underlying to the test called Provinha Brasil in the period of 2008-2012 and the outlook wherein this assessment program is produced. It is based on the bakhtinians referential and Gontijo’s (2008, 2013) literacy concept. By using the Provinha as a discourse gender, it discusses the previous links within the production context of this evaluation, the Program authorship and their main recipients. It notes that Provinha is created as a response to the demands of literacy evaluations coming from international organizations, such as, the World Bank and the United Nation Organization for Education (UNESCO). The assessment is elaborated by the National Institute of Studies and Research named Anísio Teixeira (Inep) as the organ in charge of coordinating the evaluations in the Country, along with the collaboration of the university researchers and the civil society organizations in order to show scientific reliability allied to the democratic participation in the production process. The main recipients are the Department of Education managers and Teachers. The first ones are responsible for joining the evaluation program and taking administrative measures for the operationalization in the networks. The Teachers have the central role to follow the material orientations and reorganize its practice according to the improvements of the children’s performance in the test. On the other hand, those are not considered as subjects of sayings and a homogenizer speech on the development is legitimated. From the tests carried out and reference matrices and their axles, the research analyzes how the theoretical differentiation among literacy is concretized in the organization of the tests. Literacy, seen as an appropriation of the writing system, is evaluated in the first axle of the test mainly as identification of smaller units of language, such as, letters, syllables and phonemes. The reading skills connected to the literacy as designed in the program assumptions, are sometimes measured as the decoding of decontextualized words and sentences, also as the capture of the text predetermined meanings. Writing is only evaluated in year of 2008 and through items that requested a coding of words and sentences dictated by the test applicator. This way, Provinha Brasil contributes for the subtraction of political and transformer potentialities of the mother tongue learning in the Country.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1109
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao.Text.Ana Paula.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons