Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11091
Title: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DAS SUPERFÍCIES USINADAS DE PISOS MACIÇOS DE Pinus elliottii Engelm. E Eucalyptus grandis W. Hill
metadata.dc.creator: MACIEL, A. P. V.
Keywords: Usinagem;Processamento da madeira;Indústria madereira;Mad
Issue Date: 28-Feb-2019
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MACIEL, A. P. V., AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DAS SUPERFÍCIES USINADAS DE PISOS MACIÇOS DE Pinus elliottii Engelm. E Eucalyptus grandis W. Hill
Abstract: A produção de pisos de madeira no Brasil é relevante no cenário mundial, principalmente os produzidos com madeira nativa. Contudo, é importante diversificar a produção e buscar espécies alternativas, por questões ambientais e de oferta de matéria-prima. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar a qualidade das superfícies usinadas de decks de Pinus elliottii e Eucalyptus grandis. Foram utilizadas tábuas prioritariamente tangenciais com dimensões nominais de 30 x 100 x 3.000 mm (espessura x largura x comprimento), amostradas do estoque da empresa onde foi realizado o trabalho. As tábuas foram classificadas por umidade e densidade aparente, ambas em dois níveis. Para a produção dos decks, foi utilizada uma plaina moldureira S4S, com cinco eixos e frequência nominal de rotação de 5.200 RPM*min-1. A velocidade de avanço (Vf) foi analisada em três níveis: 15, 20 e 25 m/min para o Pinus elliottii e 3, 6 e 9 m/min para o Eucalyptus grandis. Da interação entre os fatores densidade aparente, umidade e velocidade de avanço, resultaram 12 tratamentos, com 15 repetições. A qualidade das superfícies usinadas foi avaliada pelos métodos da rugosidade com rugosímetro de arraste (parâmetros Ra, Rz e Rt), análise visual-tátil e passo de corte medido (fz). Aplicou-se a análise de variância (&#945;= 0,05) em arranjo fatorial aos dados quantitativos da rugosidade, verificando-se a interação entre os fatores densidade aparente, umidade e Vf. Os dados discretos das notas da análise visual-tátil e do fz foram transformados em escores e analisados pelo teste H de Kruskal-Wallis (&#945;= 0,05). Para a rugosidade de ambas as espécies, não houve interações significativas duplas ou tripla (valor-P>0,05) entre os fatores testados. O efeito da umidade não foi significativo (valor-P>0,05), ao passo que o efeito da densidade aparente foi significativo (valor-P<0,05). O efeito da velocidade de avanço foi significativo (valor-P<0,05) para o Eucalyptus grandis e, para o Pinus elliottii, apenas para o Ra. Recomenda-se que a empresa produza decks com peças no maior nível de densidade e nas maiores velocidades de avanço testados. Para avaliação da qualidade das superfícies usinadas, sugere-se a adoção da análise visual-tátil, , com operários experientes. Palavras-chave: piso de madeira, rugosidade de superfícies, análise visual-tátil, passo de corte (fz).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11091
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_12932_Dissertação ANDRÉ PRATA 2019-Final.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.