Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1185
Title: Análise de fatores geográficos e climáticos relacionados à distribuição de Phlebotominae (Diptera: Psychodidae) em área de transmissão de leishmaniose tegumentar americana no estado do Espírito Santo, Brasil
metadata.dc.creator: Farias, Priscila Camargo Granadeiro
Issue Date: 2014
Abstract: A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença que acomete pele e mucosas causada por parasitos dermotrópicos do gênero Leishmania Ross, 1903. Os parasitos são transmitidos através da picada de pequenos dípteros da família Psychodidae, os flebotomíneos. O município de Cariacica, Espírito Santo, Brasil, esteve nos últimos cinco anos (2009 a 2013) entre os cinco que apresentaram maior número de casos notificados no estado, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SESA-ES, 2014). A localidade de Roda D’Água demonstra grande importância, por concentrar elevado número de casos, contribuindo com grande parte das notificações do município. Avaliando os casos da doença na região, registrados nos prontuários médicos do serviço de referência, na Unidade de Medicina Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo, observou-se que estes ocorriam a até 550 m de altitude, numa área que vai de 20 a 718 m. A hipótese mais provável seria a de que o fenômeno fosse relacionado aos vetores, já que o homem e os animais estariam presentes em todas as altitudes. De fevereiro de 2002 a janeiro de 2004 foram realizadas coletas mensais de flebotomíneos em Roda D’Água, que aconteciam simultaneamente em três níveis de altitude, sendo: nível 1 - até 250 m; nível 2 - entre 250 e 500m e nível 3 - acima de 500m. Em cada nível as coletas aconteciam em dois ambientes: mata e peridomicílio. As capturas eram feitas em armadilhas de Shannon modificadas e por busca ativa em repouso, com capturador de Castro. Avaliou-se o comportamento das espécies quanto à pluviosidade (períodos seco e chuvoso) e às estações do ano. Analisaram-se estatisticamente as principais espécies antropofílicas de importância epidemiológica (Falqueto, 1995). Foram calculados os índices ecológicos abundância, riqueza, diversidade, equitabilidade e dominância. Coletou-se um total de 13233 flebotomíneos, com identificação de 23 espécies. A espécie predominante foi Nyssomyia intermedia (61,12%), seguida por Pintomyia fischeri (18,20%) e Migonemyia migonei (8,68%), todas antropofílicas. Somou-se a estas a espécie Pintomyia monticola, que representou 1,67% do total de espécimes coletados e também é altamente antropofílica. As demais espécies somaram 10,10% do total de flebotomineos. A altitude influenciou a distribuição das quatro espécies analisadas, tendo Ny. intermedia e Pi. fischeri sido mais abundantes no nível 2, Mg. migonei mais abundante no nível 1 e Pi. monticola no nível 3. Em relação ao ambiente, as espécies Ny. intermedia e Mg. migonei foram estatisticamente mais abundantes no peridomicílio e Pi. monticola na mata. A distribuição de Pi. fisheri não apresentou diferença significativa entre os dois ambientes, porém foi a única afetada pelas chuvas e estações do ano, sendo a espécie mais encontrada no período seco e no inverno. Nyssomyia intermedia parece ser a principal espécie vetora da LTA em Roda D’Água, com Mg. migonei provavelmente tendo papel secundário. Pi. fisheri não parece estar envolvido localmente na transmissão da doença para humanos, apesar de já ter sido incriminado em outras regiões. A distribuição de Pi. monticola em relação à altitude e ao ambiente indica ser improvável sua participação na transmissão da LTA naquela região.
American cutaneous leishmaniasis (ACL) affects the skin and mucous membranes caused by dermotropic parasites of the genus Leishmania Ross, 1903. The parasites are transmitted through the bite of small insects of the family Psychodidae, the sandflies. The municipality of Cariacica, Espírito Santo, Brazil, has been in the last five years (2009-2013) among the five municipalities which had the largest numbers of reported cases in the, according to the State Department of Health (SESA-ES, 2014). The locality of Roda DÁgua has shown high epidemiological importance, due to the large concentration of cases contributing to the municipality notifications. Evaluating the registered cases from the region, from the medical reference service, Unidade de Medicina Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo, it was observed that they occurred up to 550 m of altitude, in an area between 20-718 m above sea level. The most likely hypothesis is that the phenomenon is related to the vector distribution, since humans and animals are be present in all altitudes. From February 2002 to January 2004 sand flies were simultaneously captured in monthly collections in Roda D’Água , at three altitude levels: level 1 - up to 250 m, level 2 - between 250 and 500 m and level 3 - above 500 m. In each level, collection of sand flies was carried out in two environments: sylvatic and peridomicile. Collections were made using modified Shannon traps and by active search with Castro pooter. We evaluated flight activity of the species as the rainfall (rainy and dry seasons) and the seasonality. Only species known to be anthropophilic and with epidemiological importance were statistically analyzed. Abundance, richness, diversity, equitability, and dminance ecological indices were estimated. A total of 13,233 sand flies from 23 species were collected. The most abundant species was Nyssomyia intermedia (61.12%), followed by Pintomyia fischeri (18.20%) and Migonemyia migonei (8.68%), all species are anthropophilic. Pintomyia monticola represented 1.67% of the total specimens collected and is also antropophilic. The other species comprised 10.10% of the total specimens collected. The altitude affected the distribution of four species, and Ny. intermedia and Pi. fischeri were more abundant at level 2, Mg. migonei most abundant at level 1 and Pi. monticola at level 3. Nyssomyia intermedia and Mg. migonei were statistically more abundant in peridomestic areas and Pi. monticola in sylvatic environment. Pintomyia fischeri occurrence was not statistically significant according to environment, but it was the only one affected by the rain and showed seasonality, most commonly found in dry periods and during the winter. Nyssomyia intermedia seems to be the most important vector of ACL in Roda D’Água and Mg. migonei presents probably acting as asecondary vector. Pintomyia fischeri does not seem to be involved in disease transmission to humans in the locallity, despite having already been incriminated in others regions. According to its distribuition, probably Pi. monticola does not play a role in ACL transmission in Roda D’Água.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1185
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons