Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1208
Title: “Também queremos falar” : representações socias dos alunos de ensino médio acerca da política de cotas da UFES
metadata.dc.creator: Silva, Cleberson de Deus
Issue Date: 2014
Abstract: Este estudo buscou conhecer as representações sociais de alunos do ensino médio acerca da política afirmativa de cotas da UFES. Ao escolher realizar esta investigação científica, optei trabalhar com a Teoria das Representações Sociais (TRS), justamente por se tratar de uma pesquisa de natureza qualitativa, permitindo compreender melhor esse conjunto de saberes sociais cotidianos, explicações e afirmações que se originam na vida diária desses alunos. Para coleta e análise dos dados elegi trabalhar com grupos focais e análise de conteúdo, por acreditar que se tratam de técnicas mais apropriadas pelo tempo hábil destinado a tal propósito e o caráter exploratório dessa investigação. Foram eleitos como campo de pesquisa três escolas que ofertam o ensino médio no município de Cachoeiro de Itapemirim. Sendo, respectivamente, uma da rede particular, uma estadual e uma federal. Apresentei também de forma introdutória os principais conceitos sistematizados por Serge Moscovici que serviram de coordenadas para a formulação da TRS. Em um segundo momento, faço um debate dialogado sobre as relações raciais no Brasil através de autores que tentaram interpretar a realidade de um país de passado escravista e patriarcal. Como resultado dos diálogos com alunos do ensino médio, percebi que as representações sociais desses estudantes estão ancorados a um conjunto de palavras ligadas a ideia de igualdade, mérito, preconceito pelas avessas, “medida tapa buraco”. Entretanto, alunos favoráveis às políticas de cotas utilizaram muito a palavra igualdade no sentido material da existência (econômico e social). Percebeu-se também diferenças significativas não somente de instituição para instituição, como uma diversidade muito grande de concepções dentro de uma mesma instituição de ensino. Exemplo disso foi encontrado no IFES de Cachoeiro de Itapemirim, onde a visão sobre as cotas do primeiro grupo pertencente à turma de informática se aproximou mais das representações sociais dos alunos da escola particular, enquanto que as concepções do segundo grupo do curso de eletromecânica se conectavam mais com as falas dos alunos de escola pública.
This study sought to understand the social representations of the average student about affirmative action quotas UFES education. By choosing to perform this scientific research, I chose to work with the Social Representations Theory (SRT), precisely because it is a qualitative research nature, allowing better understand this set of everyday social knowledge, explanations and claims that arise in the daily life of these students. Collection and analysis of data I have chosen to work with focus groups and content analysis, believing that these are the most appropriate techniques for timely for such purpose and the exploratory nature of this investigation. Were chosen as a research field three schools that offer high school in the county Cachoeiro of Itapemirim. Being respectively a particular network, one state and one federal. I also presented an introductory way the main concepts systematized by Serge Moscovici which served to coordinate the formulation of TRS. In a second step, do a debate dialogues on race relations in Brazil by authors who have attempted to interpret the reality of a country of slavery and patriarchal past. As a result of conversations with middle school students, I realized that social representations of these students are anchored to a set of words linked the idea of equality, merit, by reverse bias, "slap measured hole." However, favorable policies of quota students used the very word equality in the material sense of existence (economic and social). Also noticed significant differences not only from institution to institution, as a great diversity of views within the same institution. Example was found in IFES Cachoeiro of Itapemirim where vision on the coordinates of the first group belongs to the class of computer moved closer social representations of students in private schools, while the second group of conceptions of the course of electromechanical they connected more with the speeches of public school students.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1208
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao.Cleberson de Deus.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons