Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1209
Title: Ecofisiologia, fenologia e adaptação de espécies florestais arbóreas nas condições edafoclimáticas de Viana-ES
metadata.dc.creator: Barbosa, Jesus Fernando Miranda
Issue Date: 2014
Abstract: A intensa atividade humana devasta grandes extensões de florestas nativas, seja para expansão da agricultura seja para suprir a crescente demanda do mercado por madeira, de uma forma ou de outra os pequenos fragmentos florestais remanescentes sofrem constantes pressões antrópicas, contudo, o uso de espécies arbóreas adaptadas pode contribuir para a proteção desses recursos naturais. Buscou-se neste estudo avaliar os padrões fenológicos de 109 espécies florestais arbóreas pertencentes a 37 famílias e 82 gêneros, dentre nativas e exóticas, com nove anos de idade, para diferenciar as mais adaptadas e com potencial de serem utilizadas em programas de reflorestamento. O estudo foi realizado na Fazenda Experimental do Incaper, em Jucuruaba, município de Viana-ES, (UTM E-345524, N- 7741039). Foram realizadas análises químicas do solo na área plantada e os dados climatológicos obtidos na estação meteorológica de Viana. O estudo baseou-se na observação do número de plantas sobreviventes de cada espécie e da avaliação do seu crescimento. Foram realizadas observações das fenofases de brotação, senescência de folhas, floração e frutificação. As avaliações fenológicas foram realizadas em intervalos mensais, no período de novembro de 2012 a outubro de 2013. Realizou-se a medição da altura das árvores, diâmetro à altura do peito (DAP), índice de enfolhamento, taxa de sobrevivência e cálculo do ICC (Índice Combinado de Crescimento), bem como a determinação das espécies mais adaptadas. Das 109 espécies estudadas, 64,22% apresentaram adaptação funcional e estrutural às condições de solo e clima da região experimental, 42,22 % floresceram e frutificaram e 90% apresentaram senescência e brotação acompanhando a sazonalidade climática. Vinte e nove espécies apresentaram ICC maior do que o ICC médio. A maioria das espécies destacou-se como alternativa para recuperação da cobertura vegetal local, com destaque para Inga uruguensis e Schizolobium amazonicum. As análises de fluorescência da clorofila revelaram que o aparato fotossintético da Schizolobium amazonicum foi capaz de protegê-la da fotoinibição e promover boa conversão da energia luminosa em fotoquímica.
The intense human activity devastates large native forests areas, either for agriculture expansion or to supply the growing wood market; anyway, the small forest fragments remaining suffer constant anthropic pressure. However, the use of adapted tree species may contribute to the natural resources protection. This present study aimed the evaluation of phenological patterns from 109 forest tree species, belonging to 37 families and 82 genders, between native and exotic, with 9 years old, to differentiate the most adapted and with potential to be used in reforesting programs. The search was conducted at Incaper’s Experimental Farm, in Jucuruaba, Viana-ES city, (UTM E-345524, N-7741039). It was performed soil chemical analysis of the planted area and the weather data was obtained in Viana’s meteorological station. The study was based on the observation of the number of surviving plants from each specie and its growth evaluation. Observations of the budding phenophases, leaves senescence, flowering and fruiting were performed. Phenological evaluations were developed monthly, from November 2012 to October 2013. It were collected data from the measurement of tree height, diameter at breast height (DBH), index of foliage, survival rate and calculating the CGI (Combined Growth Index), as well as the determination of the most appropriate species. From the 109 species studied, 64.22% showed functional and structural adaptation to soil and climate conditions of the experimental region; 42.22% flowered and fruited; and 90% showed senescence and budding following seasonality. Twenty-nine species showed a GIC higher than the average. Most species stood out as an alternative to local vegetation recovery, especially Inga uruguensis and Schizolobium amazonicum. The chlorophyll fluorescence analysis revealed that the photosynthetic apparatus of Schizolobium amazonicum was able to protect it from photoinhibition and promote good conversion of light energy into photochemical.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1209
Appears in Collections:PPGBV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao. Jesus Fernando.pdf7.26 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons