Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1228
Title: Estudo morfofisiológico e anatômico de dois genótipos de cacaueiro (Theobroma cacao L.) submetidos a diferentes condições de radiação solar
metadata.dc.creator: Furlan, Larissa Maria
Issue Date: 2013
Abstract: A luminosidade desponta como um dos fatores abióticos de maior importância no estabelecimento das plantas, podendo ocasionar alterações a nível fisiológico e anatômico, interferindo diretamente no desenvolvimento das mesmas e consequentemente, sua produtividade. O cacaueiro (Theobroma cacao – Malvaceae) possui grande interesse econômico devido à utilização de suas sementes para produção de manteiga de cacau e chocolate. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi comparar características fisiológicas e anatômicas de dois genótipos de cacaueiro (PH 16 e IPIRANGA 01), submetidos a diferentes condições de radiação solar de modo a inferir a respeito das condições de luminosidade mais favoráveis ao desenvolvimento dos mesmos. Foram realizadas análises de crescimento, teor de pigmentos, trocas gasosas e anatômicas caulinares e foliares. O delineamento experimental foi em Blocos casualizados (DBC), com 4 repetições em arranjo fatorial 2 x 5, constituído de dois genótipos e 5 níveis de luminosidade (0% - pleno sol -, 18%, 30%, 50% e 80% de sombreamento), totalizando 40 parcelas com 10 plantas cada. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e regressão. Os resultados de crescimento indicam maior adaptação, de ambos os genótipos, em condições de irradiância alta a moderada. O índice de qualidade de Dickson demonstrou maior capacidade de sobrevivência em condições de campo a níveis altos de irradiância para o genótipo PH 16 e a níveis de irradiância moderada para IPIRANGA 01. Os teores de pigmentos fotossintetizantes de IPIRANGA 01 mostram-se mais elevados na condição de 30% de sombreamento, enquanto que, para PH 16 os maiores teores foram observados em 50% de sombreamento. Ambos os genótipos demonstraram altas taxas de A, Ci, E, A/E, A/Gs e A/Ci, sob elevadas irradiâncias, assim como adaptações anatômicas caulinares e foliares a maiores luminosidades, tais como, maior espessamento do limbo foliar, parênquima paliçádico, esponjoso, limbo foliar, epiderme adaxial e densidade estomática, além de maior densidade e frequência de elementos de vaso e espessura do xilema secundário. Os genótipos PH 16 e IPIRANGA 01 apresentaram uma grande plasticidade em relação aos diferentes níveis de irradiância, no entanto, constatou-se que PH 16 apresentou melhor desempenho sob condições de alta irradiância, como as obtidas nos tratamentos a pleno sol e 18% de sombreamento, enquanto que, IPIRANGA 01 mostrou-se mais adaptado sob sombreamento moderado, a 30% de sombra.
The luminosity emerges as one of the most important abiotic factors in the establishment of plants and can cause changes in physiological and anatomical, interfering directly in their development and consequently their productivity. The cocoa tree (Theobroma cacao - Malvaceae ) has great economic interest due to the use of its seeds to produce cocoa butter and chocolate. In this sense, the objective of this study was to compare physiological and anatomical characteristics of two genotypes of cacao (PH 16 and IPIRANGA 01), subject to different conditions of solar radiation in order to infer about the lighting conditions most favorable to their development. Analyses of growth, pigment content, gas exchange and anatomical stem and leaf. The experimental design was randomized blocks (DBC), with four replications in a factorial 2 x 5 , consisting of two genotypes and 5 brightness levels ( 0 % - full sun - 18 % , 30 % , 50 % and 80% shading), totaling 40 plots with 10 plants each. Data were subjected to analysis of variance and regression. The results indicate higher growth adaptation in both genotypes under conditions of moderate to high irradiance. The quality index Dickson demonstrated greater ability to survive under field conditions with high levels of irradiance for genotype PH 16 and moderate levels of irradiance for IPIRANGA 01. The content of photosynthetic pigments of IPIRANGA 01 show up higher in the condition of 30% shade, while for PH 16 the highest levels were observed in 50% shade . Both genotypes showed high rates of A, C , E, A / E , A / Gs and A / Ci, under high irradiance, as well as stem and leaf anatomical adaptations to higher luminosities, such as greater thickening of the leaf, parenchyma palisade and spongy, leaf blade, adaxial stomatal density, higher density, frequency of vessel elements and thickness of secondary xylem . Genotypes PH 16 and IPIRANGA 01 showed a large plasticity in relation to different levels of irradiance, however, it was found that PH 16 performed better under high irradiance, as obtained from treatments in full sun and 18% shade, while IPIRANGA 01 was more adapted under moderate shading, 30% shading.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1228
Appears in Collections:PPGBV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO LARISSA MARIA FURLAN.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons