Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1307
Title: Os fundos de investimento imobiliário listados em bolsa e as variáveis que influenciam seus retornos
metadata.dc.creator: Yokoyama, Karen Yukari
Keywords: Fundos de investimento imobiliário;Moderna Teoria do Portifolio;Fronteira eficiente;Decomposição da variância;Mercado de ações;Mercado Imobiliário Direto;Diversificação;Tipologia de Fundos
Issue Date: 21-Nov-2014
Abstract: Os fundos de investimento imobiliário combinam características tanto do mercado imobiliário, fonte de seus rendimentos, quanto do mercado de capitais, ambiente em que são negociados. O impacto de cada um desses mercados subjacentes no comportamento, desempenho e risco dessa classe de ativos não é, no entanto, ainda claramente definida, sendo um dos grandes temas em análise, tanto na literatura acadêmica, quanto na indústria de fundos internacionais. Em face da significativa expansão dessa alternativa de investimento no mercado brasileiro, no presente estudo foram analisadas as variáveis que influenciam os retornos dos fundos imobiliários brasileiros para uma amostra de fundos listados em Bolsa de Valores de São Paulo, período de 2008-2013. Seguindo a metodologia de Clayton e Mackinnon (2003), os fatores explicativos dos retornos foram decompostos em quatro componentes principais, sendo três fatores de retorno de mercado (mercado de ações, mercado de renda fixa e mercado imobiliário) e risco idiossincrático. De acordo com a estatística descritiva, os fundos imobiliários da amostra apresentaram maior retorno em relação aos demais mercados, exceto em comparação com o mercado imobiliário, porém com menor risco. As análises de correlação, regressão e decomposição da variância indicam que o mercado de ações e o mercado imobiliário direto são, em geral, significativos no modelo, porém explicam apenas cerca de 15% da volatilidade dos retornos dos fundos da amostra. À luz da Moderna Teoria do Portfólio, esses resultados indicam que a inclusão de fundos imobiliários pode ter potencial diversificador numa carteira multi-ativo, seja aumentando o retorno total de uma carteira formada de ações e títulos de renda fixa, sem acréscimo em risco; ou mantendo o retorno dessa carteira, com diminuição da volatilidade, ampliando assim a fronteira eficiente da carteira. Esse efeito questiona o tradicional equilibrium fund de carteiras de investimentos formadas apenas de ações e renda fixa e aponta os fundos imobiliários como uma alternativa de investimento diversificadora, enquanto classe de ativo única. A análise de subamostras por tipologia indica, porém, que o papel diversificador dos fundos imobiliários está atrelado ao tipo de empreendimento que lastreia esse fundo, uma vez que os fatores explicativos e seus impactos nos retornos diferem de uma tipologia para outra. Esse resultado tem importantes implicações no critério de seleção a ser adotado tanto por investidores para seleção de ativos para uma carteira otimizada, como para gestores de fundos imobiliários na formatação e gestão desses produtos. Conclui-se também que os retornos dos fundos, de certo modo, refletem seu caráter híbrido, mas o modelo decomposto em 4 componentes não é suficiente para explicar os retornos dos fundos imobiliários, uma vez que o modelo estendido, demonstrou que outras variáveis, inclusive parâmetros desses próprios mercados, além de variáveis macroeconômicas e as características de cada fundo (eg. market-to-book, tamanho), podem ser responsáveis por explicar considerável parte da variância dos retornos dos FIIs.
The REITs combine features of two markets: the real estate market - main source of REIT income - and the capital market, environment in which they are traded. The impact of each of these underlying markets in behavior, performance and risk of this asset class; however, has not been clearly defined, being one of the major themes under analysis, both in the academic literature, as in the international funds industry. Given the significant expansion of this investment alternative in the Brazilian market, the present study focused on variables that influence the returns of Brazilian real estate funds, considering a sample of funds listed on the Stock Exchange of São Paulo, during 2008-2013. Following the methodology of Clayton and Mackinnon (2003), the model explaining Brazilian REIT returns were decomposed into four main components: three factors of market return (stocks, bonds and and unsecuritized Real Estate) and idiosyncratic risk. According to descriptive statistics, REITs presented higher return compared to other markets, except in comparison with real estate market, but with less risk. Correlation analysis, regression and variance decomposition indicate that the stock market and the unsecuritized real estate market are generally significant in the model, however; those variables are responsible for only about 15% of total volatility of FII returns. In light of the Modern Portfolio Theory, these results indicate that the inclusion of REITs may provide potential diversifier benefit in a multi-asset portfolio, by increasing the total return of a portfolio consisting of stocks and bonds, without an increase in risk; or keeping the return of this portfolio, with reduced volatility, thereby broadening the efficient frontier of the portfolio. This result put in question the traditional equilibrium fund of portfolios composed only by stocks and bonds, as REITs emerges as an alternative investment, and mainly as a unique asset class. However, analysis of subsamples by type indicates that the diversifier role of real estate funds is tied to property focus, since the explanatory factors and their impact on returns differ from one type of REIT to another. This outcome has important implications for the selection criteria to be adopted by optimal investors and also real estate fund managers regarding product formatting and management. We also conclude that Brazilian REIT returns, in a way, reflect its hybrid condition,but in the other hand the model decomposed into four components is not sufficient to explain their total returns, since the extended model showed that other variables, including other market parameters than returns, as well macroeconomic variables and firm specifics (eg. market-to-book, size) may be responsible for considerable part of the variance of their returns.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1307
Appears in Collections:PPGCON - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Karen Yuraki Yokoyama.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons