Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1361
Title: As relações entre desenho e escrita no processo de apropriação da linguagem escrita
metadata.dc.creator: Góes, Margarete Sacht
Issue Date: Dec-2014
Abstract: Este trabalho se constitui a partir dos estudos realizados na linha de pesquisa Educação e Linguagens, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. Adota uma abordagem sócio-histórica para a investigação qualitativa no campo das Ciências Humanas e tem por objetivo investigar as relações entre desenho e escrita elaboradas por crianças de quatro anos de idade que frequentavam uma instituição de educação infantil. Para a análise dos dados produzidos, toma por base os pressupostos teóricos de Mikhail Bakhtin, a partir da perspectiva enunciativo-discursiva, cuja abordagem de linguagem ajuda a compreender o desenho e a escrita em sua dimensão discursiva, como enunciação. Com base nos processos observados nas relações ensino-aprendizagem e na interação verbal entre os sujeitos da pesquisa, seleciona, para a primeira parte do estudo, situações de ensino-aprendizagem vivenciadas pelas crianças e pela professora na sala de atividades. Na segunda parte das análises, seleciona produções realizadas para interlocutores reais e imaginários e finaliza com a análise de dados, inferindo que a distinção entre desenho e escrita é uma construção escolar, sustentando, desse modo, a tese de que as diferentes linguagens mantêm relações entre si no curso do processo de apropriação da linguagem escrita e essa coexistência permite a ampliação da imaginação criadora, a produção de marcas singulares e idiossincráticas nos textos produzidos pelas crianças, além de proporcionar uma compreensão de como as crianças se constituem no mundo.
This work is constituted from studies carried out on the Education and languages research line belonging to the Program of Post-Graduation in Education held at the Espírito Santo Federal University. It uses a socio-historical approach for the qualitative investigation in the field of Human Sciences and aims at investigating the relations between drawing and writing elaborated by four-year old children going to a children’s educative institution. In order to analyze the data produced, it uses as basis, the theoretical assumptions from Mikhail Bakhtin, from the enunciate-discursive perspective, which language perspective helps understanding the drawing and writing on its discursive dimension as enunciation. Based on processes observed in the teaching-learning relations and in the verbal interaction among the research subjects, the work selects, for the first part of the study, teaching-learning situations experienced by the children and the Teacher in the activity room. In the second part of the analyses, it chooses the productions performed for the real and imaginary interlocutors and finalizes with the data analysis, inferring that the distinction between drawing and writing is a school construction, this way, it supports the thesis that different languages keep relations among them in the course of written language approach process and that such coexistence allows the expansion of the creative imagination, the production of singular and idiosyncratic marks within the texts produced by the children, besides providing a comprehension of how children are constituted in the world.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1361
Appears in Collections:PPGE - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Margarete Sacht Góes.pdf5.13 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons