Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1419
Title: A manipulação do tópico discursivo como estratégia da preservação de face
metadata.dc.creator: Marchezi, Natalia Muniz
Issue Date: 2014
Abstract: Como em toda interação há o desejo de construir perante os outros uma imagem favorável de si próprio (Goffman, 1967), as entrevistas constituem-se em um espaço de confronto, já que é impossível controlar a imagem que um participante faz do outro. Sendo assim, neste trabalho, faz-se uma análise discursivo-pragmática de entrevistas impressas, tendo como base a noção de face, elaborada por Goffman (1967); a Teoria da Polidez, de Brown e Levinson (1987) e a noção de tópico discursivo como princípio de organização textual-discursiva, Koch (1992), Jubran (1992) e Lins (2008). Deste modo, focaliza-se o contexto de interação verbal em entrevistas a figuras do cenário político estadual/nacional realizadas pelo Jornal A Gazeta, publicadas nos anos de 2004, 2006 e 2008. Nas entrevistas, observa-se como acontecem os atos de ameaça às faces positiva e negativa na relação entrevistador-entrevistado, bem como quais estratégias de polidez eles utilizam para salvar e preservar as suas faces a partir do gerenciamento do tópico discursivo, tendo em vista que os atos de ameaça às faces positiva e negativa podem ser minimizados a partir de estratégias de manipulação do tópico. As principais questões que norteiam este estudo são: a necessidade de construção de face positiva é situação sine qua non para convivência social? É característico no gênero Entrevista a manipulação do tópico como estratégia de preservação de face? Quais estratégias de manipulação de tópico discursivo caracterizam a preservação de face? Dessa forma, esta pesquisa se põe relevante no interior das pesquisas sobre linguagem, uma vez que nela são tecidas reflexões sobre questões muito discutidas pela academia ultimamente, porém de forma separada: manipulação do tópico discursivo, no âmbito da Linguística Textual, e preservação de face, no âmbito da Pragmática.
Once in every interaction there is the desire to build a favorable image of themselves towards other (Goffman, 1967), interviews can be seen as spaces of confrontations, since it is impossible to control the image that one builds of the other. Therefore, in this paper, we make a discursive-pragmatic analysis of printed interviews, based on the concept of face, elaborated by Goffman (1967); the theory of politeness by Brown and Levinson (1987) and the notion of discourse topic as a principle of textual-discursive organization, Koch (1992), Jubran (1992) and Lins (2008). Thus, it is focused the context of the verbal interaction in interviews carried out by the newspaper A Gazeta(published in 2004,2006 and 2008) with personalities from the local or national political scenario. In the interviews, it is seen how threatening acts to the positive and negative faces happen in the relationship between interviewer-interviewee and which politeness strategies they use to save and preserve their own face focusing on the management of the discourse topic, considering that the face threatening acts can be minimized using strategies of manipulation strategies. The main questions that conducted this study are: Is the need of building positive face a sine qua non condition for social harmony? Is the manipulation of the topic as a strategy to preserve the face a characteristic of the genre Interview? In this way, this research becomes relevant for language studies once reflects issues in vogue and much discussed by the academy lately, however separately: manipulation of the discourse topic in the context of Textual Linguistics, and face preservation within the Pragmatics.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1419
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A MANIPULAÇÃO DO TÓPICO DISCURSIVO COMO.pdf744.13 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons