Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1452
Title: Cobertura permanente de solo com leguminosas herbáceas perenes no cultivo de bananeiras no médio Vale do Jequitinhonha
metadata.dc.creator: Quaresma, Mateus Augusto Lima
Issue Date: 2014
Abstract: A região da Caatinga é caracterizada pelas altas temperaturas durante o ano e má distribuição das chuvas. Em virtude desses fatores de clima regional, tem-se a necessidade de adoção por práticas que elevem à eficiência e sustentabilidade agrícola local. Assim, objetivou-se avaliar a aptidão de leguminosas herbáceas perenes como cobertura permanente de solo no cultivo de bananeira. Foram conduzidos três experimentos, para avaliação das leguminosas, utilizou-se um delineamento experimental em blocos casualizados, com quatro repetições, em esquema de parcelas subdivididas no espaço e para algumas variáveis, sub-subdividida no tempo, sendo: Fator “A” os dois diferentes ambientes de plantio: municípios de Itaobim/MG e Virgem da Lapa/MG; Fator “B”, nas subparcelas, dois manejos de cobertura do solo e para algumas variáveis, três manejos, constituídos pelas leguminosas: cudzu tropical (Pueraria phaseoloides) calopogônio (Calopogonium mucunoides) e solo descoberto (solo capinado); Fator “C” épocas de coleta de dados. Para avaliação das bananeiras, foram dois experimentos em blocos casualizados, com quatro repetições, em esquema de parcelas sudivididas no espaço, sendo: nas parcelas, fator “A” constituído por três manejos de cobertura do solo, pelas leguminosas: cudzu tropical e o calopogônio, e solo descoberto (solo capinado); fator “B”, nas subparcelas, plantas de bananeiras em três idades morfofisiológicas (diferentes ciclos e tamanhos); Para algumas variáveis que foram submetidas a coletas periódicas, utilizou-se o esquema de parcelas subsubdivididas no tempo, acrescentando-se o fator “C”, datas das coletas nas sub-subparcelas, tendo como referência os dias após semeadura (DAS) das leguminosas. Foram avaliadas as seguintes variáveis: taxa de cobertura do solo; potencial de deposição de folhas e a ciclagem de nutrientes; capacidade de inibição da vegetação espontânea; conservação da temperatura e promoção da retenção de umidade do solo. Também foi avaliado o crescimento vegetativo e produtividade das bananeiras. Como resultados principais, notou-se que as leguminosas proporcionaram eficiente cobertura do solo, o calopogônio apresentou o maior acúmulo de N, P, K, e Ca, via deposição de material senescente, tal como maior inibição das plantas espontâneas nos pomares de bananeiras. Essa cobertura também promoveu uma eficiente redução da temperatura do solo, possibilitando menor variação térmica nas camadas de maior concentração radicular da bananeira, e consequentemente, obtendo maior acúmulo de umidade no solo. As bananeiras cultivadas sobre coberturas vivas de solo apresentaram aumento gradativo no crescimento e peso de cacho. Os resultados reforçam o potencial uso dessas espécies na fruticultura, principalmente em regiões de severas restrições hídricas, como forma de adubação e otimização de diversos processos biológicos em seu ambiente de cultivo.
The region of the caatinga is characterized by high temperatures during the year and low rainfall. These regional climate factors demand the adoption of practices that increase the efficiency and sustainability of local farming. Thus, we aimed to evaluate the aptitude of perennial herbaceous legumen as a permanent cover crop in the cultivation of banana plant. Three experiments were conducted: to evaluate the leguminous used, a randomized complete block design, with four replications in a plot layout split in space, and for some variables, sub-subdivided in time, being Factor "A" the two different planting environments: municipalities of Itaobim – MG and Virgem da Lapa – MG; Factor "B", on subplots, two management strategies of soil cover and for some variables, three management strategies, made with the legumen: tropical kudzu (Pueraria phaseoloides) calopo (Calopogonium mucunoides) and bare soil (hoed soil); and Factor "C", times of data collection. For the evaluation of banana plants, two experiments were conducted in a randomized block design with four replications in split plots in space, being: in the plots, Factor "A" consists of three management strategies of soil cover, the leguminens calopo, tropical kudzu, and bare soil (hoed soil); factor "B", on the subplots they are banana plants in three morphophysiological ages (different cycles and sizes). For some variables that underwent periodic data collection, we used the split-split plot scheme in time, adding to factor "C" dates of collections in the sub-plots, having as reference the legumen’s days after sowing (DAS). The following variables were evaluated: rate of soil cover; deposition potential of leaves and nutrient cycling; ability to inhibit spontaneous vegetation; conservation of temperature and retention of humidity in the soil. We also assessed the growth and yield of banana plant. As main results we noted that legumens provided an efficient ground cover, the calopo showed the greatest accumulation of N, P, K, and Ca, by deposition of senescent material, such as greater inhibition of weeds in banana orchards. This coverage also promoted an efficient reduction of soil temperature, enabling lower thermal variation in higher layers of banana root growth and consequently obtaining higher accumulation of umidity in the soil. Bananas grown with cover crops showed gradual increase in growth and bunch weight. The results support the potential use of these species in fruit growing, particularly in regions with water restrictions, as a means of fertilization and optimization of diverse biological processes in their environments.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1452
Appears in Collections:PPGPV - Dissertações de mestrado



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons