Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1476
Title: Mulheres mães vítimas de violência : impactos, vivências e constituição da rede de apoio sócio afetiva
metadata.dc.creator: Rosa, Nailane Fabris
Issue Date: 2014
Abstract: A violência está presente a nível nacional e mundial no cotidiano de muitas famílias e se configura como um fenômeno de múltiplas determinações, podendo estar presente no cenário público e privado. Diante dos diversos tipos de violência presentes no espaço social, encontra-se a violência praticada pelo homem contra sua companheira. O presente estudo, com enfoque qualitativo, objetivou de maneira geral investigar de que forma o Centro de Referência Especializado da Assistência Social – Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (CREAS PAEFI “Adulto”) do município de Colatina, compõe a rede de apoio social e afetiva de mulheres/mães vítimas de violência física e/ou psicológica por parte de seus maridos/companheiros na percepção dos profissionais atuantes no serviço e, também, na percepção das próprias mulheres vítimas de violência usuárias do serviço. Para tanto, participaram da pesquisa 10 mulheres/mães usuárias do CREAS PAEFI “Adulto” do município de Colatina/ES, com faixa etária variando de 34 a 45 anos, que sofreram violência física e/ou psicológica por parte de seus maridos/companheiros e que possuíam pelo menos um filho. Também participaram da pesquisa 6 profissionais, com faixa etária variando de 25 a 38 anos, que faziam parte da equipe técnica do serviço. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi estruturadas realizadas individualmente em sala cedida pelo CREAS PAEFI “Adulto”. Para a organização dos dados utilizou-se a Análise de Conteúdo, sendo estes organizados em eixos temáticos e discutidos com base na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano de Urie Bronfenbrenner. Como resultados principais, pode-se notar que as interações estabelecidas entre os profissionais e as mulheres vítimas de violência usuárias do CREAS favoreceram processos proximais que promoveram mudanças positivas nas características pessoais das mulheres e reforçaram as relações que elas possuíam com suas famílias, principalmente com os filhos. Também foi verificado no macrossistema, que os papéis sociais estabelecidos pela sociedade para o homem e para a mulher estavam presentes nos discursos das usuárias do serviço, os quais naturalizavam a mulher como responsável pelos filhos, casa e marido, e o homem como o provedor da casa. A maternidade foi considerada por todas as usuárias como um fator importante em suas vidas e causou mudanças na dinâmica familiar com o companheiro.Verificou-se o comprometimento e envolvimento dos profissionais no atendimento às mulheres que se mostraram interessadas e engajadas com o atendimento e que tinham o objetivo de reconstruir suas vidas. A articulação do CREAS com a rede de atendimento à mulher vítima de violência no município de Colatina foi considerada satisfatória, principalmente levando em consideração o fato de que a cidade é pequena, o que facilita o contato entre os serviços. Algumas mulheres expuseram outras fontes de apoio que atuaram concomitantemente ao CREAS como, os amigos e a religião (Deus). Conclui-se que o CREAS PAEFI foi um serviço integrante da rede de apoio sócio afetiva das mulheres vítimas de violência que participaram do estudo, atuando como um microssistema significativo que favoreceu o desenvolvimento das mulheres frente à situação de violência vivenciada
Violence pervades, in national and global levels, the daily lives of many families and manifests itself as a phenomenon of multiple determinations that may be present in public and private setting. Given the various types of violence present in the social space, there is violence perpetrated by man against his partner. The present study, of qualitative approach, aimed generally investigate how the Centre of Social Assistance Specialized Reference - Protection and Service Specializing to Families and Individuals (CREAS PAEFI "Adult") in the city of Colatina (ES/Brazil), composes the social and emotional network support to women/mothers who are victims of physical and/or psychological violence by their husbands/partners in the perception of professionals of this service and also in the perception of women themselves victims of violence from service users. To this end, 10 women/mothers participated the survey from CREAS PAEFI "Adult" of the city of Colatina, age ranging 34-45 years, who have suffered physical and/or psychological violence from their husbands/partners and who had at least one child. Also participated in the survey 6 professionals from the service, age ranging from 25 to 38. Data were collected through semi-structured interviews conducted individually on dependences of CREAS PAEFI "Adult". Content analysis was used in order to organize data, which were divided into themes and discussed based on Bioecological Theory of Human Development, from Urie Bronfenbrenner. As the main results it can be noted that the interactions established between professionals and women victims of violence, users of CREAS, have propitiated proximal processes that promoted positive changes in personal characteristics of women and strengthened the relationships they had with their families, especially with sons. Was also observed in the macrosystem that the social roles for men and women set by society were present in the speeches of the users of the service, which establishes women as responsible for their children, home and husband, and the man as the provider. Motherhood was seen by all users as an important factor in their lives and caused changes in family dynamics with a partner. It was noticed the commitment and involvement of professionals in caring for women who have shown interest and were engaged with the service with the goal of rebuilding their lives. The join of CREAS with network assistance to women victims of violence in the city of Colatina was considered satisfactory, especially for a small town which facilitates contact between services. Some women have exposed other sources of support that acted simultaneously with CREAS, like friends and religion (God). We conclude that the CREAS PAEFI was a integrant service within the social and emotional support network to women victims of violence who participated the study, acting as a significant macrosystem, which favored the development of women across the situation of violence experienced
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1476
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mulheres maes vitimas de violencia impactos vivencias e constituicao da rede de apoio socio afetiva.pdfTexto completo1.41 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons