Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1517
Title: Avaliação da adsorção do herbicida 2,4-D em carvão ativado em pó utilizando água com diferentes qualidades
metadata.dc.creator: Marsolla, Lorena Dornelas
Keywords: Produtos químicos agrícolas;Ácido diclorofenoxiacético;Carbono ativado
Issue Date: 2015
Abstract: O 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D) é um dos herbicidas mais consumidos no Brasil e é preferencialmente usado devido a sua boa seletividade e baixo custo. Possui alta toxidade e baixa biodegradabilidade, oferecendo risco à saúde humana e ao meio ambiente, podendo ser encontrado em solos, águas superficiais e subterrâneas. Estudos mostram que o tratamento convencional da água possui baixa eficácia na remoção de microcontaminantes, com isso várias técnicas têm sido utilizadas na remoção de compostos em água, como a adsorção por carvão ativado. Apresenta-se a adsorção em carvão ativado tem se demonstrado como tecnologia eficiente na remoção de diversos contaminantes, dentre eles os agrotóxicos. Assim, o presente trabalho objetivou avaliar a adsorção do 2,4-D por três carvões ativados em pó (CAP) em água ultrapura e em água bruta do Rio Santa Maria da Vitória. A quantificação do herbicida foi analisada por cromatografia líquida de alta eficiência, após concentração da amostra pelo método de extração em fase sólida. Os ensaios de adsorção foram realizados com carvões ativados derivados da casca de coco (CAP-01), pinus (CAP-02) e palha de café (CAP-03), que foram caracterizados e avaliados na sua capacidade de remoção do 2,4-D nas duas matrizes de água. Dois modelos de isoterma de adsorção, Langmuir e Freundlich, foram aplicados para descrever os dados de adsorção, que indicaram o CAP-02 como o carvão que apresentou a melhor capacidade de adsorção do 2,4-D entre os carvões estudados, tanto em água ultrapura quanto em água bruta. Nos ensaios realizados em água bruta, houve redução da adsorção do 2,4-D para as três amostras de CAP, quando comparado com os ensaios realizados em água ultrapura, indicando interferência de compostos, como a matéria orgânica, no processo de adsorção.
The 2,4-dichlorophenoxyacetic (2,4-D) is one of herbicides most consumed in Brazil and is preferably used due to its good selectivity and low cost. It has high toxicity and low biodegradability, posing a risk to human health and the environment and can be found in soil, surface water and groundwater. Studies show that conventional water treatment has low effectiveness in removing microcontaminants, various techniques have been used in the removal of water in compounds, such as adsorption by activated carbon. The activated carbon adsorption has been shown as an effective technology for the removal of various contaminants, including pesticides. Thus, this study aimed to evaluate 2,4-D adsorption of three activated carbons (PAC) in ultrapure water and raw water from the Rio Santa Maria da Vitória. The quantification of the herbicide was analyzed by high performance liquid chromatography after concentration of the sample by extraction in solid phase. The adsorption experiments were performed with activated carbon derived from coconut shell (PAC-01), pine (PAC-02), coffee straw (PAC-03) which were characterized and evaluated on its removal capacity of 2,4-D the two matrices of water. Two models of adsorption isotherm, Langmuir and Freundlich, were applied to describe the adsorption data, that indicated the PAC-02 as the coal that had the best 2,4-D adsorption capacity among the studied coals, both in water ultrapure as in raw water. When tested in the raw water, there was reduced 2,4-D adsorption for the three samples from PAC compared to tests performed in ultrapure water, indicating interfering compounds, such as organic matter, on the adsorption process
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1517
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliacao da adsorcaoo do herbicida 2,4-D em carvao ativado em po utilizando agua com diferentes qualidades.pdfTexto completo1.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons