Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1554
Title: Métodos multivariados aplicados ao melhoramento genético do feijoeiro visando ao aumento da tolerância ao estresse osmótico e biofortificação de grãos
metadata.dc.creator: Zanotti, Rafael Fonsêca
Keywords: Feijão;Fitomelhoramento;Estresse osmótico;Germinação;Seleção (Genética)
Issue Date: 2015
Abstract: O feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) é uma cultura agrícola muito importante economicamente e nutricionalmente para a população brasileira e necessita de metodologias simples e eficazes que auxiliem o processo de melhoramento genético. As técnicas empregadas devem minimizar os efeitos indesejáveis da multicolinearidade entre as características estudadas durante o processo de seleção. A produção de sementes de feijão, normalmente, é limitada pela escassez hídrica e solos salinos. No entanto, devido a grande variabilidade genética, característica da espécie, é possível encontrar materiais genéticos mais tolerantes a esses estresses osmóticos. A germinação e o desenvolvimento inicial da plântula são fases críticas e desta maneira é importante selecionar os matérias genéticos mais tolerantes nestas fases. Além de selecionar genótipos tolerantes é necessário selecionar materiais genéticos que sejam ricos nutricionalmente, principalmente, em relação à composição mineralógica. Os principais objetivos almejados com este trabalho foram reduzir a multicolinearidade e selecionar genótipos para a tolerância ao estresse osmótico e a biofortificação dos grãos do feijoeiro, com base nos valores genéticos. Desta maneira, foram utilizadas duas técnicas para reduzir a influência da multicolinearidade: o descarte de variáveis redundantes pelas variáveis canônicas, e o uso das análises de fatores para reduzir o número de variáveis. As variáveis analisadas foram: porcentagem de germinação e de plântulas normais, tempo médio de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimentos de raiz e de hipocótilo, massas seca de raiz e da parte aérea, razão raiz/parte aérea e o produto da porcentagem de plântulas normais pelo comprimento das plântulas. Avaliou-se também a composição mineralógica dos grãos em relação à concentração de cálcio, ferro, zinco, potássio, magnésio, manganês e fósforo. Adicionalmente, para estimar os parâmetros e os valores genéticos realizou-se análise via modelos mistos, utilizando-se a técnica de REML/BLUP. Os genótipos foram selecionados com base da média genética, estabilidade e adaptabilidade, utilizando-se a técnica da média harmônica da performance relativa dos valores genéticos. Os genótipos que apresentaram as maiores tolerâncias, adaptabilidade e estabilidade quanto aos estresses osmóticos foram: CNFC 15466, CNFC 15462, CNFC 15630, BRS Valente, Capixaba Precoce, CNFP 15290, CNFP 15292 e CNFP 15302. Enquanto os genótipos mais ricos e divergentes geneticamente do grupo comercial carioca foram: CNFC 15475 e CNFC 15625, e do grupo comercial preto foram: CNFP 15310 e CNFP 15304. Conclui-se que a utilização de técnicas multivariadas facilita a seleção de genótipos promissores como parentais na formação de linhagens tolerantes ao estresse osmótico e biofortificados.
The common bean (Phaseolus vulgaris L.) is a very important crop economically and nutritionally for the Brazilian population and needs a simple and effective methodology that help the breeding process. The techniques should minimize the adverse effects of multicollinearity among the characteristics studied during the selection process. The production of bean seeds is usually limited by water shortage and saline soils. However, because of the great genetic variability, characteristic of the species, it can find more tolerant genetic materials to this osmotic stress. The germination and early seedling development are critical stage and thus it is important to select the most tolerant genetic materials in these phases. In addition to selecting tolerant genotypes it is necessary to select genetic material that are nutritionally rich, especially with respect to the mineralogical composition. The main objectives were to reduce multicollinearity and select genotypes for tolerance to osmotic stress and biofortification of bean grains, based on genetics values. Thus, two techniques were used to reduce the influence of multicollinearity: discarding redundant variables by canonical variable analysis and the use of the factors analyses to reduce the number of variables. The variables analyzed were: percentage of germination and normal seedlings, mean germination time, germination velocity index, root length and hypocotyl, dry weight of root and shoot, root / shoot ratio and the product of the percentage of normal seedlings by the length of seedlings. Also evaluated in the mineral composition of grains in relation to the concentration of calcium, iron, zinc, potassium, magnesium, manganese and phosphorus. Additionally, to estimate the parameters and genetic values held via mixed model analysis, using the technique of REML / BLUP. The genotypes were selected based on genetic average, stability and adaptability, using the harmonic mean of the relative performance of the technique of genetic values. Genotypes with the highest tolerances, adaptability and stability as to osmotic stress were CNFC 15466, CNFC 15462, CNFC 15630, BRS Valente, Capixaba precoce, CNFP 15290, CNFP 15292 and CNFP 15302. While the richest and most genetically divergent genotypes of pinto bean commercial group were CNFC 15475 and CNFC 15625, and black trade group were: CNFP 15310 and CNFP 15304. The use of multivariate techniques facilitates the selection of promising genotypes as parents in the formation of lines tolerant to osmotic stress and biofortified.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1554
Appears in Collections:PPGPV - Teses de doutorado



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons