Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1584
Title: Gerações de professoras de escolas de classes multisseriadas do campo
metadata.dc.creator: Moreto, Charles
Keywords: Educação – Metodologia;Educação rural;Ensino fundamental – Métodos de ensino;Gerações;Professores – Formação;Trabalho – Educação;Escolas de classes multisseriadas;Formação de professores;Trabalho docente;Método documentário
Issue Date: 2015
Abstract: Trata dos processos de formação e trabalho vivenciados por diferentes gerações de professoras de escolas de classes multisseriadas do campo do município de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo. Busca conhecer as orientações coletivas de professoras de diferentes gerações, ampliando as possibilidades de análise e compreensão dos processos de ingresso na carreira, formação e trabalho em tais escolas no município em questão. Utiliza como referencial teórico o conceito de gerações elaborado por Karl Mannheim (1993). Participaram da pesquisa 11 (onze) professoras de um universo de 13 (treze), sendo: a) Grupo 01 – formado por 06 (seis) professoras nascidas na década de 1960 (mil, novecentos e sessenta) e com, no mínimo, 20 (vinte) anos de atuação em escolas de classes multisseriadas, autodenominado Grupo “Batalhadoras do Campo”; b) Grupo 02 – formado por 05 (cinco) professoras nascidas a partir da segunda metade da década de 1970 (mil, novecentos e setenta) e na década de 1980 (mil, novecentos e oitenta) e que possuem, no máximo, 10 (dez) anos de atuação em escolas de classes multisseriadas, autodenominado Grupo “Flores do Campo”. Procura explicitar no estudo em questão, a partir da análise dos dados produzidos por meio dos instrumentos entrevistas narrativas biográficas (SCHÜTZE, 2011, 2014), formulários e grupos de discussão (WELLER, 2006; 2011), quais as orientações coletivas das professoras que trabalham nas escolas de classes multisseriadas de Santa Teresa. Para tanto, utiliza o Método Documentário, inicialmente elaborado por Karl Mannheim e reelaborado por Ralf Bohnsack (WELLER, 2005), como método de análise das passagens e narrativas apresentadas pelas informantes, que emprega as seguintes etapas: a) interpretação formulada; b) interpretação refletida; c) análise comparativa, chegando a d) construção de tipos e a análise multidimensional. Em relação aos Grupos de Discussão dos grupos “Batalhadoras do Campo” e “Flores do Campo”, foram analisadas as passagens a) formação inicial; b) profissão professora (ingresso e experiências iniciais na carreira); c) percepções sobre a escola de classe multisseriada; d) a docência; e e) gerações de professoras de escolas de classes multisseriadas. Por sua vez, quanto às entrevistas narrativas biográficas utilizadas neste trabalho, foram consideradas as passagens: a) apresentação; b) profissão; c) formação profissional; d) a docência na escola de classes multisseriadas; e e) propostas para a escola do campo. Identifica nas informantes do grupo “Batalhadoras do Campo” uma orientação comunitária, que apresenta os seguintes componentes: a) percepção do professor e de seu trabalho como uma vocação, em um processo que chamamos de “mistificação da escolha”; b) um forte senso de dever (com o outro), que, nos casos em questão, são as gestoras que as convidaram para trabalhar, as comunidades, os pais e os(as) alunos(as), motivandoas a assumirem o papel de agentes de transformação social; c) abnegação, por meio da dedicação ao trabalho e; d) abertura para a busca e a oferta de ajuda na superação dos problemas encontrados. Por sua vez, a orientação burocráticolegalista foi identificada nas informantes do Grupo “Flores do Campo” e apresenta os seguintes componentes: a) diversificação da formação (inicial e continuada), como forma de ampliar as oportunidades de trabalho e manter a competitividade nos processos de seleção; b) construção de um repertório de práticas pedagógicas baseadas no “como fazer”; c) intensificação das exigências por rendimentos, especialmente dos(as) alunos(as); e d) ampliação das demandas sobre a professora e seu trabalho. Conclui ressaltando que as visões de mundo das informantes em questão têm uma grande vinculação com o contexto temporal da profissão, articulado ao contexto local e cultural do município onde viveram(vivem) durante sua juventude, sua formação e vida profissional. Afirma ainda que o debate sobre gerações, ao possibilitar a reconstrução das trajetórias sociais das professoras das gerações anteriores, contribui para analisar e compreender as ações coletivas empreendidas pelas novas gerações, bem como os desafios que as mesmas enfrentam. Assim, pensar os processos de identificação e de socialização de professoras de escolas de classes multisseriadas do campo a partir das posições e, mais especificamente, a partir das conexões geracionais das mesmas propicia analisar as tendências à mudança, bem como as tendências às permanências vividas por tais professoras e pela profissão docente, seja no município de Santa Teresa, bem como no contexto mais amplo da sociedade brasileira.
Deals with the formation and experienced work by different generations of teachers of multigrade schools classes in the county of Santa Teresa field, state of Espirito Santo. Seeks to know the collective guidance of teachers from different generations, expanding the possibilities for analysis and understanding the admission processes in career, training and work in such schools of the county in question. Used as theoretical framework the concept of generations produced by Karl Mannheim (1993). The participants were eleven (11) teachers from a universe of 13 (thirteen), as follows: a) Group 01 - made up of 06 (six) teachers born in the 1960s (one thousand, nine hundred and sixty) and with at least 20 (twenty) years of experience on multi-year classes of schools, calling itself the "Field Fighters" group. b) Group 02 - made up of 05 (five) teachers born from the second half of 1970 (one thousand, nine hundred and seventy) and 1980 (thousand nine hundred and eighty) and have a maximum of 10 (ten) years of experience with multi-year classes of schools, calling itself the "Field of Flowers" group. Looking to explicit in this study, through the analysis of data produced by the instruments, biographical narratives interviews SCHÜTZE 2011, 2014), forms and discussion groups (WELLER, 2006; 2011), which the collective guidance of the teachers working multigrade classes in the schools of Santa Teresa. To this end, the documentary employs the method initially developed by Karl Mannheim and reworked by Ralf Bohnsack (WELLER, 2005), as a method of analysis of the passages and narratives presented by informants who employing the following steps: a) formulated interpretation; b) reflected interpretation; c) comparative analysis, reaching d) building types and multidimensional analysis. Regarding the Discussion Groups "Field Fighters" and "Field of Flowers", the passages a) initial formation were analyzed; b) the profession of teaching (entry and initial experiences in career); c) perceptions of the school multisseriate class; d) teaching; e) generations of teachers of multigrade schools classes. In turn, for the biographical narrative interviews used in this work, it was considered: a) presentation; b) profession; c) training; d) teaching in the school of multigrade classes; and e) proposals for the field school. Identifying in the “Field Fighters” group informants, a community orientation, of which has the following components: a) a perception of the teacher and its work as a vocation, a process we call "mystification of choice"; b) a strong sense of duty (with each other), that in the cases in question are the managers that invited him to work, the communities, parents and the students, motivating them to take the role of agents in social transformation; c) selfdenial, through hard work and; d) opening to the search and the offer of help in overcoming the problems encountered. The bureaucratic and legalistic orientation was identified in the informants of the "Field of Flowers" group and is presented in the following components: a) diversification of training (initial and continuing) as a way to expand employment opportunities and help remain the competition in selection processes; b) building a repertoire of pedagogical practices based on "how to do it"; c) intensification of demands for income, especially from students; d) increasing demands on the teacher and its work. It concludes emphasizing that the informants worldviews in question have a great connection with the temporal context of the profession, linked to the local context and culture of the city where they lived (live) during their youth, their education and professional life. It further states that the debate over generations, to allow the reconstruction of the social trajectories of the teachers from previous generations, contributes to analyze and to understanding the collective action undertaken by the new generations as well as the challenges that they face. Thinking on the processes of identification and socialization of multigrade school teachers from the countryside classes in the positions and, more specifically, from the generational connections provides analyzes trends to change, and trends experienced by the “stays” of such teachers and the teaching profession, whether in Santa Teresa, as well as in the broader context of Brazilian society.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1584
Appears in Collections:PPGE - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GERAÇÕES DE PROFESSORAS DE ESCOLAS DE CLASSES.pdf4.89 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons